Apucarana

AMUVI: Junior faz alerta em relação às doenças respiratórias

Ao participar da reunião da associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), nesta sexta-feira (6) em Ivaiporã, o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, reiterou o alerta em relação às doenças respiratórias em crianças

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia AMUVI: Junior faz alerta em relação às doenças respiratórias
fonte: ASSESSORIA

Ao participar da reunião da associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), nesta sexta-feira (6) em Ivaiporã, o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, reiterou o alerta em relação às doenças respiratórias em crianças. “O inverno ainda não começou, mas já constatamos um cenário preocupante, com um aumento de mais de 300% nos casos de doenças respiratórias em crianças”, frisou Junior.

continua após publicidade

Segundo ele, além do reforço nas equipes de atendimento, todos os municípios precisam mobilizar os pais para que vacinem seus filhos, na faixa de seis meses a cinco anos incompletos, contra a gripe. “Este problema não é só da nossa região, o Vale do Ivaí, o mesmo quadro se repete no Sul e Sudeste do Brasil”, reforçou prefeito de Apucarana.

Conforme avaliou Junior da Femac a reunião de Ivaiporã, sob a presidência do prefeito Carlos Gil, foi muito produtiva. “Todos os municípios estão empenhados na retomada da economia no pós-pandemia. Os prefeitos estão unidos e isso faz a diferença com a força da região”, avaliou Junior.

continua após publicidade

Ele disse que uma carta da Amuvi, subscrita por todos os prefeitos e contendo uma extensa pauta de reivindicações, será encaminhada ao Governo do Estado. “Entre as reivindicações se incluem questões da segurança, educação e mobilidade entre os municípios. Estamos fazendo valer a força e os direitos do Vale do Ivaí”, assinalou o prefeito de Apucarana.

Ele destacou ainda um diferencial do Vale do Ivaí, que são os pólos de ensino superior de Jandaia, Ivaiporã e Apucarana. “Vamos lutar por mais oferta de cursos para os jovens da nossa região, garantindo que todos tenham mais oportunidades no mercado de trabalho”, comentou Junior da Femac.