Apucarana

Alunos da Unespar conhecem Programa Municipal de Hortas Solidárias

A visita de cerca de 30 universitários das turmas do diurno e noturno aconteceu no Espaço Empreender

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Um grupo de estudantes do 4º ano do curso de Administração, da Universidade Estadual do Paraná (Unespar/Fecea), de Apucarana, conheceu nesta quarta-feira (13), o Programa Municipal de Hortas Solidárias. O objetivo foi apresentar aos universitários práticas sustentáveis que aliam questões sociais, ambientais e de segurança alimentar.

continua após publicidade

O Programa Municipal de Hortas Solidárias faz parte do Programa Municipal de Economia Solidária e Protagonismo Feminino, da Secretaria da Mulher e Assuntos da Família (Semaf). Conforme Bete Berton, superintendente da Semaf, o programa abrange a unidade-piloto, localizada no Espaço Empreender que ocupa uma área anexa ao antigo IBC da Vila Nova, e outras 15 unidades de produção situadas em diferentes bairros da cidade.

A visita de cerca de 30 universitários das turmas do diurno e noturno aconteceu no Espaço Empreender, onde existe uma grande horta com área de 4 mil metros quadrados. “Dezessete famílias usufruem deste espaço e produzem para o consumo próprio, mas o excedente é comercializado, gerando renda. Também há um trabalho de inclusão, do qual participam 14 internos da ONG Projeto Renascer”, conta Maura Aparecida Fernandes de Oliveira, coordenadora da horta solidária.

continua após publicidade

Maura acrescenta que a unidade-piloto também é responsável por fornecer mudas para as outras hortas situadas em bairros. “Além disso, fazemos doações de parte da produção para quatro instituições, que são o Lar Sagrada Família, Casa Marta e Maria, asilo e para casa dos refugiados ucranianos”, cita Maura.

A professora Carine Maria Senger afirma que a visita integra as atividades da disciplina responsabilidade socioambiental. “A nossa intenção foi trazer ao conhecimento dos alunos a agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU. As práticas das organizações, das empresas e gestores públicos devem estar alinhadas com essa agenda. Os alunos vieram para entender o que está sendo feito para alcançar esses objetivos”, explica Carine.

A ideia de conhecer a iniciativa surgiu a partir do relato de uma aluna, cujos pais integram o grupo de 17 famílias que cultivam a horta situada no IBC. “Eu que nem fiz o ginásio fui convidada a ir até a Unespar para falar com gente que está fazendo faculdade. Eu expliquei por mais de uma hora, numa roda de conversa com professores e alunos, como funcionava a horta solidária. Foi um dia especial e eu me senti muito importante”, descreve Dirce de Fátima da Silva.

continua após publicidade

Dirce e seu marido, que é aposentado, trabalham diariamente na horta situada no IBC da Vila Nova. O casal tem 8 filhos, entre os quais Jaqueline Helena da Silva, que estuda o 4o ano do curso de Administração da Unespar/Fecea. “Durante o dia minha filha é zeladora de escola e, à noite, ela faz o curso de Administração, por isso ela não pôde estar presente durante a visita de hoje. Mas fiquei muito feliz por ela ter comentado em sala de aula sobre o Programa de Hortas Solidárias. Isso mostra que ela tem muito orgulho do que eu faço”, comenta a mãe da universitária.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News