Apucarana

Alerta: casos de Covid voltam a crescer em Apucarana

Os casos de Covid registrados no mês de maio em Apucarana, já correspondem a mais que o dobro dos diagnósticos positivos de abril inteiro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Alerta: casos de Covid voltam a crescer em Apucarana
fonte: Geraldo Bubniak/AEN

Os casos de Covid registrados no mês de maio em Apucarana, já correspondem a mais que o dobro dos diagnósticos positivos de abril inteiro. Dados oficiais divulgados diariamente pela Autarquia Municipal de Saúde (AMS) mostram que 287 pessoas positivaram para a doença até o dia 10 deste mês, enquanto abril teve 136 casos confirmados. Os relatórios também mostram um avanço na média diária de casos que está seis vezes maior neste mês, passando de 4,5 para 28,7 casos por dia.

continua após publicidade

Secretário Municipal de Saúde de Apucarana, Emídio Bachiega, observa que situações envolvendo síndromes respiratórias tendem a aumentar em épocas de baixas temperaturas, uma vez que, com o tempo frio, as pessoas tendem a ficar em ambientes fechados com pouca circulação de ar, aumentando assim o risco de contaminação por diversos vírus.

Segundo o secretário, o tempo frio fez a demanda de pacientes com problemas respiratórios aumentar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e também no Centro de Saúde Infantil que agora conta com reforço de uma unidade deapoio. A demanda de crianças com síndromes respiratórias teve aumento de 300% no município, entre março e início de maio deste ano, por isso a necessidade de ampliar a estrutura de atendimento com uma equipe médica maior para dar assistência aos pacientes. No total, o centro e a unidade de apoio contam com quatro pediatras e equipamento de raio-x disponível para que o exame possa ser realizado na hora.

continua após publicidade

Bachiega também informou que a autarquia está descentralizando a testagem de Covid e promove treinamento das equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) para realização dos exames. “É uma doença viral, que assim como a gripe, terá picos. É uma doença que teremos que conviver daqui para frente”, comenta o secretário.

BOLETIM

Boletim divulgado na terça-feira (10) pela AMS trouxe 44 casos da doença na cidade. O município segue com 548 mortes e soma agora 34.043 diagnósticos positivos do novo coronavírus. Os novos casos confirmados são de 18 homens e 26 mulheres. Segundo boletim da AMS, o município tem mais 44 suspeitas em investigação.

continua após publicidade

Já foram testadas 98.210 pessoas, sendo 67.665 em testes rápidos, 26.908 pelo Lacen (RT-PCR) e 3.637 por laboratórios particulares (RT-PCR).

O município não tem nenhum paciente internado no Hospital da Providência com o diagnóstico de Covid-19.

Procura pela vacina cai no Paraná

continua após publicidade

A procura pela vacina contra a Covid-19 caiu pelo terceiro mês consecutivo no Paraná em abril, acompanhando a tendência nacional de queda nos primeiros meses do ano. Os resultados constam num levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde com base nos dados do Vacinômetro Nacional.

A vacinação está em queda desde janeiro, quando houve um fenômeno inverso. Naquele mês a procura aumentou na comparação com dezembro, devido à chegada da variante Ômicron e o prazo para segunda dose de crianças e adolescentes. No entanto, nos meses seguintes os números só baixaram. Em abril, pouco mais de 856,3 mil doses foram aplicadas no Estado, quase 54% a menos que janeiro (1,8 milhão). Foram, ainda, 1.525.048 em fevereiro e 1.099.093 em março.

“Mas assim como outras doenças, a imunização do coronavírus precisa ser reforçada, seja com a segunda dose ou doses de reforço”, disse o secretário de Estado da Saúde, César Neves.

Por, Cindy Santos