Advogada analisa o termo criado pelo MP: 'Estupro Culposo' - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

APUCARANA

Advogada analisa o termo criado pelo MP: 'Estupro Culposo'

Foto por Arquivo pessoal
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A advogada apucaranense Fernada Feguri, vai participar do Jornal da Tribuna desta quarta-feira (4) e analisar o termo criado pelo MP: 'Estupro Culposo', que ganhou grande repercussão nas redes sociais.

O termo foi usado durante o processo que investiga o estupro contra a blogueira Mariana Ferrer, que acusa o empresário André de Camargo Aranha de tê-la estuprado em dezembro de 2018, em um camarim privado, durante uma festa em Jurerê internacional, em Florianópolis. Ela tinha 21 anos e era virgem.  

Na última quarta-feira (8), o Juiz Rudson Marcos, da 3° Vara Criminal de Florianópolis, absolveu o empresário.  

O caso voltou à tona nesta terça-feira (3) depois que o site The Intercept Brasil publicou o vídeo de uma audiência do caso em que o advogado de defesa, Cláudio Gastão da Rosa Filho, exibe fotos sensuais feitas por Mariana Ferrer quando era modelo profissional, definindo-as como "ginecológicas"; ele ainda afirma ainda que "jamais teria uma filha" do "nível" de Mariana. Veja:

 

A advogada de Apucarana vai comentar o assunto a partir das 18h30, ao vivo, no Jornal da Tribuna. Para acompanhar basta acessar o site TNOline e também as redes sociais do TN. Acompanhe. 

Foto: Reprodução
 



 

Foto por Arquivo pessoal
Foto por Arquivo pessoal
Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Advogada analisa o termo criado pelo MP: 'Estupro Culposo'"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.