Apucarana

Ações do “Maio Amarelo” começam neste sábado em Apucarana

Atividades de conscientização para reduzir os acidentes de trânsito na cidade serão realizadas durante todo o mês

Da Redação ·

Apucarana inicia neste sábado (7) as ações voltadas ao Movimento Maio Amarelo com ações de conscientização para reduzir os acidentes de trânsito. A solenidade de abertura aconteceu nesta manhã, na Praça Rui Barbosa com a presença de autoridades municipais e do setor de trânsito.

continua após publicidade

Neste ano, o tema do Movimento Maio Amarelo é “Juntos Salvamos Vidas” e em Apucarana a ação é coordenada pelo Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), através dos agentes de trânsito.

Durante a abertura da campanha o diretor-presidente do Idepplan Carlos mendes ressaltou a necessidade de promover um momento de reflexão sobre o número de acidentes na cidade, no Brasil e no mundo, uma vez que o Maio Amarelo é um movimento internacional.

continua após publicidade

Mendes destacou que 32 mil pessoas perdem a vida por dia e é necessário que todos parem para repensar suas atitudes no trânsito, seja como motorista ou como pedestre. Ele também lembrou que Apucarana registrou acidentes graves com morte e até amputação. 

“Estamos vindo de uma pandemia, que ceifou vidas, prejudicou economia e as pessoas estão mais estressadas com o psicológico abalado. Estamos vendo situações no Brasil em que brigas de trânsito acabam em morte. Então estamos pedindo calma, é melhor parar respirar depois de uma fechada no trânsito do que discutir e levar um tiro. A gente não sabe quem está do outro lado, então é melhor ter calma”, disse.

O tesoureiro da Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana (Adefiap ) Amaury Cesar Alexandrino, informou que o grande fornecedor de associados e pessoas atendidas é o acidente de trânsito. Ele citou, inclusive, um acidente de moto registrado na quinta-feira (5) em que um jovem, de 25 anos, teve o pé amputado. 

continua após publicidade

"Isso gera um custo social muito grande. A prefeitura paga o excedente que o Ministério da Saúde não consegue pagar. Isso gera uma demanda um custo muito alto ao município. E além de deixar uma sequela na vítima por toda a vida", comentou. 

A solenidade de abertura do Maio Amarelo contou com a presenta do chefe da 16ª Regional de Saúde, Marcos Costa, chefe da 15ª Ciretran de Apucarana Fernando Garcia Algarte, presidente da Acia Wanderlei Faganello, comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) Marcos Facio. 

Durante sua fala o comandante do 10º BPM disse que observou 16 motoristas sem cinto de segurança passando pelo centro, mesmo com a presença de viaturas da PM e de agentes de trânsito reunidas na Praça Rui Barbosa.

continua após publicidade

"Conscientização é respeitar as leis de trânsito sem precisar ter a presença de um agente para te cobrar", acrescentou Facio. 

AÇÕES

continua após publicidade

Entre as ações programadas pelo movimento, está a entrega de panfletos. “Vamos distribuir panfletos buscando conscientizar sobre o alto índice de mortes e feridos no trânsito e, na abertura, vamos colocar faixas com informações dos números de acidentes”, afirma Carlos Mendes, diretor-presidente do Idepplan.

Uma das faixas que serão colocadas na praça informará sobre o número de acidentes ocorrido no Brasil no ano passado.

As atividades do Maio Amarelo irão envolver também ciclistas e motociclistas. No dia 22, a partir das 9h30,  integrantes do Menorá Moto Clube Cristão irão entregar panfletos. As orientações do material serão direcionadas especialmente ao motociclista, alertando que “a vida exige mais cuidado sobre duas rodas”.

O agente de trânsito Reginaldo acrescenta que  também serão entregues panfletos para conscientizar pedestres. “Usando a faixa para atravessar a rua, o pedestre está protegendo a sua vida. Dados apontam que 19% das mortes no trânsito no Brasil são de pedestres”, alerta Reginaldo.

As ações visam ainda conscientizar sobre a necessidade do uso do cinto de segurança e alertarão sobre os riscos da utilização do celular ao volante. “O uso do celular enquanto o motorista está dirigindo é a terceira maior causa de acidentes de trânsito com morte do Brasil”, informa o diretor-presidente do Idepplan.

No dia 22 de maio, às 7h30, a ação envolverá ciclistas que ficarão concentrados, a partir das 7h30, no “Bonezão”. “Depois da entrega de panfletos, haverá um passeio ciclístico seguindo pela Ciclovia Irmo Celso Vidor. As atividades do Maio Amarelo buscam abranger todos os que estão relacionados com o trânsito, desde pedestres, ciclistas, motociclistas e demais motoristas”, pontua Mendes.