Apucarana

Queimadas começam a preocupar na região

Da Redação ·
População não pode ser conivente com esse tipo de crime ambiental, pois também é vítima
fonte: Tribuna do Norte
População não pode ser conivente com esse tipo de crime ambiental, pois também é vítima

A frequência das queimadas (incêndios em vegetações) aumentou e continua incomodando a moradores de vários bairros de Apucarana e outras cidades da região. A população sofre as consequências, principalmente com problemas de saúde, geralmente respiratórios.

continua após publicidade



De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros de Apucarana, major Hermerson Saqueta, o atendimento desse tipo de ocorrência pode aumentar ainda mais. "Isso em razão das atuais condições climáticas, pois o frio e o sol ressecam a vegetação, que fica mais suscetível a esse tipo de ocorrência", explica o major Saqueta.



Segundo o ocomandante, além do poder público, as pessoas também devem fazer a sua parte. "Os agricultores não são os únicos responsáveis por atear fogo. Quem joga bitucas de cigarros inadvetidamente, queima o lixo no fundo do quintal ou "limpa" o terreno baldio com fogo tem a mesma responsabilidade", avalia Saqueta.
 

continua após publicidade

Para Saqueta, a população não pode ser conivente com esse tipo de crime ambiental, pois também é vítima. "É preciso agir, colaborar com o governo é o mínimo que cada cidadão pode fazer para ter um Estado melhor para viver", completou o comandante do Corpo de Bombeiros de Apucarana