Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Infectologista explica maneira correta de lavar as mãos e evitar doenças; assista

.

Foto: Maicon Sales
Foto: Maicon Sales

É simples e muito eficaz. Lavar bem as mãos ajuda prevenir doenças. Para se proteger de vírus e bactérias é fundamental a correta higienização. O médico infectologista do Hospital da Providência, José Ruy ensina o passo a passo.

Segundo o experiente profissional, o ideal é realizar a higienização nas mãos, toda vez antes de tocar o rosto e quando chegar em casa. “O ideal é higienizar a mão antes de se tocar, antes de coçar o olho, de colocar a mão na boca. Essa higienização pode ser feita com água e sabão e também com o álcool em gel, que é muito eficaz, tem esse efeito de higienização, ” detalha o médico.

Para lavar as mãos é preciso seguir algumas regras, não é apenas ligar a torneira passar o sabão e lavar as palmas. A correta higienização exige mais cuidados. 

“O primeiro passo é molhar a mão, depois aplique uma quantidade adequada de sabão, começa esfregando as palmas, depois lavamos o dorso a parte de cima das mãos, que é um hábito que não temos tanto. Depois lavamos as extremidades, as pontas dos dedões e lavamos o dedão todo, finalizamos lavando os punhos e com o enxague. Seguir a técnica é um pouco mais demorado, mas é importantíssimo para a devida higienização. A técnica correta vai dar maior segurança e evitar que a doença se propague," explica o médico.

O médico ainda disse que é fundamental chegar em casa e já se preocupar com a higienização.  “Não é um mal hábito, partir para uma conduta dessa, chegar em casa e já retirar qualquer micróbio que esteja trazendo da rua. São hábitos que quem quiser se adequar, não vai ter malefícios, ” enfatiza.
O infectologista fez questão de ressaltar a importância das vacinas. “Quero fazer um apelo para as pessoas antivacinas, que reavaliem esse pensamento. O sarampo está aí, e a prevenção é a vacina. As vacinas protegem e são de poucos eventos colaterais. Vamos ter a vacinação contra a gripe, é uma pena que ela não seja universal, se a pessoa tomou vacina da gripe, pouco provável que ela tenha a doença, ” comenta. 

José Ruy também chamou a atenção para a dengue. “Hoje o nosso país vive uma epidemia de dengue, existe até uma frase que ouvimos bastante: “Em vez de se preocupar com o coronavírus vamos limpar o quintal”. Eu penso assim: Vamos nos preocupar com o coronavírus e com a dengue também, precisamos criar bons hábitos,” finaliza. 

Veja a entrevista completa:


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber