Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Apucarana tem todos os dias feiras da economia solidária

.

Os produtos de empreendimentos da economia solidária estão diariamente disponíveis aos consumidores de Apucarana. As feiras de hortifrútis e de artesanato acontecem em vários pontos da cidade, em todos os dias da semana – e também nos dois primeiros sábados do mês. 

A iniciativa da administração municipal visa, a um só tempo, fortalecer o Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino, e com ele a economia local, e oferecer produtos de qualidade e bom preço às famílias da cidade. “Os apucaranenses têm a seu dispor produtos que vêm de pequenos produtores e que contribuem com a emancipação feminina. Hoje em dia, as pessoas levam em conta a origem e a destinação dos produtos que compram, e em ambos os pontos a economia solidária oferece uma resposta positiva, programa implantado com sucesso em nossa gestão”, afirma o prefeito Júnior da Femac. 

“Comércio justo e socialmente responsável, produtos frescos e com certificação orgânica, agricultura familiar, artesanato ecológico: esses são atributos dos produtos oferecidos pela nossa secretaria”, anuncia Denise Canesin, secretária Municipal da Mulher e Assuntos da Família. 

Agenda 

Às segundas-feiras, o empreendimento econômico-solidário Terra dos Ventos está presente na Praça do Redondo, das 14h às 18h. As frutas, verduras e legumes são cultivados organicamente, sem produtos químicos, e já receberam certificação. Às terças-feiras, os produtos orgânicos estão disponíveis na Praça Duque de Caxias (Pracinha do São José), entre 9h30 e 12h. 

Na quarta-feira, além de hortifrútis de produtores locais e da economia solidária, a "Feira de Quintal” tem plantas ornamentais, artesanato e gastronomia, com produtos de panificação e doces, das 9 às 16h. O local é o “Espaço Mulher” (Rua Oswaldo Cruz, 432), um dos endereços fixos do Programa de Economia Solidária. Ao lado, na Casa da Gestante, enxovais de bebê e fraldas de empreendimentos econômico-solidários também são comercializados. 

O Núcleo Habitacional Adriano Correia recebe hortifrútis e artesanato da economia solidária às quintas-feiras, das 13h às 18h. Às sextas-feiras, no mesmo horário, os expositores estão no Núcleo Habitacional João Paulo. 

Nos dois primeiros sábados do mês, a Praça da Onça é o cenário da exposição de artesanato da Rede de Mulheres Solidárias, das 9h às 16h.  

Expansão

Em breve, os consumidores terão outros endereços para adquirir hortifrútis, artesanato e gastronomia da economia solidária. Haverá feiras também no Jardim Flamingos (próximo à FAP) e no Núcleo Habitacional Afonso Camargo. 

Os produtos orgânicos serão oferecidos na “Casa das Rosas”, outro dos pontos fixos de comercialização da economia solidária. A Rede de Mulheres Solidárias também passará a contar com um quiosque no Parque da Raposa. 

Além disso, duas hortas urbano-solidárias estão em desenvolvimento: no Núcleo Habitacional Dom Romeu Alberti e no “Espaço Empreender”, no antigo IBC. A produção será destinada às pessoas que plantaram e o excedente também será comercializado nas feiras da economia solidária.  

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber