Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Grupo têxtil anuncia investimento de R$ 19 mi

.

Com investimento imediato de R$ 19 milhões, o Grupo Têxtil Apucarana irá ampliar a sua produção e abrir mais 30 postos de trabalho na sua planta, no Parque industrial Sul. O anúncio foi feito ontem pelos proprietários da empresa, em encontro com a imprensa e o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, acompanhado de seu secretariado. Os valores serão aplicados na expansão da planta industrial localizada às margens da BR-376, na saída para Curitiba.

O encontro dos empresários com o prefeito, secretários e imprensa ocorreu na sala de reuniões da planta industrial, onde estão localizadas duas empresas do grupo. O anúncio foi feito por Eros Felipe, Felipe Alexandre Felipe Neto e Vinícius Felipe, diretores-proprietários do grupo. O investimento que já está sendo feito, na ordem de R$ 19 milhões, é na expansão de uma das empresas do grupo. “Estamos implantando um novo sistema de produção de fios, que permitirá a produção do tecido com stretch. Tínhamos que comprar o fio com um fornecedor e agora estamos montando uma fiação para fazer esse fio”, explica Eros Felipe, acrescentando que as máquinas são importadas do Japão, Itália, Alemanha, Espanha e Bélgica.

Conforme Eros, o grupo é único no Estado do Paraná a deter todas as fases do processo produtivo, desde a fiação e tecelagem até o acabamento final do tecido. As duas empresas empregam atualmente 710 funcionários. “Com a expansão, vamos gerar mais 30 postos, somando 740 funcionários”, completa Eros.

Atualmente, as empresas produzem cerca de dois milhões de metros de tecidos por mês. 

O prefeito Junior da Femac destacou o comprometimento da empresa com o município. “Queremos agradecer pela decisão da família Felipe em continuar investindo em Apucarana, por acreditarem nesta cidade e por alimentarem o desejo de participar deste momento especial vivido por Apucarana”, afirma Junior da Femac.

Na visita, o prefeito Junior da Femac esteve acompanhado de seus secretários e dos vereadores Mauro Bertoli e Franciley Godoi (Poim).

Lançamento de empreendimento imobiliário

Outro investimento será feito no setor imobiliário, através da imobiliária e construtora que também pertence ao grupo. De acordo com Felipe Alexandre Felipe Neto, somente em Apucarana o grupo já atuou na implantação de sete empreendimentos habitacionais. “Agora, com a modernização da Rua Nova Ucrânia, decidimos implantar um condomínio residencial numa área de 25 alqueires, que contará com mil lotes e com uma ampla área de lazer”, anuncia Felipe Neto, afirmando que esse investimento iniciará ainda neste ano e será executado em quatro etapas.O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, comemorou o plano de investimentos e afirma que o poder público exerce o papel de indutor do desenvolvimento. “Logo após a construção do viaduto do Núcleo Habitacional João Paulo, aquela região recebeu investimentos habitacionais. O mesmo está acontecendo agora na Rua Nova Ucrânia, onde estamos finalizando a modernização daquela via. Atenta a isso, o Grupo Têxtil decidiu fazer um grande investimento imobiliário naquela região”, avaliou Junior da Femac.

Grupo projeta nova fábrica

O maior investimento do Grupo Têxtil Apucarana, com valor estimado de 100 milhões de dólares – equivalentes a R$ 440 milhões -, está projetado a médio e longo prazo para Apucarana. Será uma indústria de tecido jeans, cujo projeto estava inicialmente planejado para ser instalado no Paraguai. “Chegamos a adquirir no país vizinho um terreno para produzir o tecido jeans. Contudo, acabamos desistindo dessa ideia. Eu nasci nesta cidade, todos meus filhos também nasceram aqui e Apucarana está no nosso coração. Acreditamos que o Brasil entrará em outra fase e as coisas vão mudar. Por isso, decidimos fazer o investimento da planta de tecido jeans aqui”, comentou o empresário Eros Felipe, anunciando que o investimento será feito em quatro etapas, sendo que em cada uma delas serão aplicados 25 milhões de dólares.

“O prefeito Junior da Femac está dando continuidade nas ações que o Beto Preto começou, incrementando e criando coisas novas. Apucarana precisa disso, pois já passou por administrações péssimas e hoje a gente vive um bom momento. A gente sente isso na cidade, nas pessoas. Apucarana não enfrenta, por exemplo, o problema do desemprego”, comentou o empresário Eros Felipe.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber