Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Comitiva de Guarapuava conhece programa de economia solidária de Apucarana

.

O Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino, da secretaria da Mulher e Assuntos da Família, recebeu nesta quinta-feira (12) a visita de uma comitiva de 28 pessoas de Guarapuava. A prefeitura do maior município do Centro Sul do Estado presenteou os capacitados pela economia solidária com uma viagem à Apucarana, cujo programa vem sendo exemplo e inspiração aos guarapuavanos. Esta foi a terceira vez que uma equipe da secretaria de Políticas para Mulheres daquela cidade veio à Apucarana.  

A comitiva começou a visita pelo Espaço Empreender, na Vila Nova, onde conheceram produtos feitos pelos empreendimentos econômico-solidários ali em funcionamento, bem como as instalações do espaço. Bete Berton relatou ao grupo as conquistas obtidas pela economia solidária ao longo dos cinco anos e sete meses do programa, com quase 900 pessoas capacitadas. “Nós estamos com o ‘bloco na rua’. Os empreendimentos começam a se solidificar e temos muitas conquistas a fazer. A partir de abril do ano que vem estará funcionando aqui uma Escola de Negócios, com o apoio das universidades parceiras do programa. O próximo passo das empreendedoras é aprender a empreender”, ressaltou.

A secretária Denise Canesin ressaltou que o êxito do programa se deve ao comprometimento da equipe e aos ideais da gestão municipal que o criou. “O sucesso de nossa economia solidária inclui o carinho e o acolhimento que temos com nossas mulheres. O programa foi desenvolvido nessa gestão, que acredita no investimento humano e material necessários às conquistas femininas.”

Itinerário A comitiva visitou a Casa das Rosas – espaço de comercialização de artesanato feito com pneus inservíveis -, e tirou fotos no letreiro de Apucarana localizado na entrada da cidade. Depois do almoço, os visitantes foram aos seis estandes do Terminal Urbano, onde compraram lembranças e conheceram a iniciativa da economia solidária de ocupação dos espaços urbanos disponíveis.

A comitiva esteve no Espaço Mulher, na Rede Mulher de Gastronomia e no Recanto Solidário, no centro. A coordenadora de cursos profissionalizantes e autonomia econômica da secretaria das Mulheres de Guarapuava, Vanderléia Chizini da Fonseca, disse que ficou tão encantada com o exemplo da economia solidária apucaranense que se empenhou em trazer os novos empreendedores à cidade. “A Bete Berton foi a responsável pela primeira capacitação em Guarapuava. Depois de nossa primeira visita, decidimos que seria muito importante trazermos uma comitiva para conhecer de perto a estrutura do programa. Assim, poderíamos trocar melhor nossas experiências e saberes e levar casos de sucesso para adaptar em nossa terra”, assinalou. Ela contou ainda que a economia solidária de Guarapuava inaugurará, no próximo dia 18, um grande espaço de comercialização de seus produtos na rodoviária da cidade.

O agricultor Anderson Luiz Drugos também destacou a troca de experiências como ponto central da visita. “Conhecer de perto o trabalho desenvolvido no sistema de economia solidária é muito interessante para nós, que estamos começando e ainda não temos tanta prática”, disse. A confeiteira e salgadeira Edilze Klempovus dos Santos encantou-se com a receptividade de Apucarana. “Estamos sendo muito bem acolhidos. As pessoas aqui são alegres e dispostas a nos explicar o programa com boa vontade. Todos são muito empenhados no que estão fazendo”, destacou.  

O prefeito Júnior da Femac encontrou a comitiva na Feira de Natal, na Praça Rui Barbosa. Ele disse estar muito alegre com a visita e com o fato de que a economia solidária do município firmar-se como exemplo estadual. “Nosso trabalho de estímulo e apoio incondicionais ao programa continua, cada dia mais. Para nós, é muito importante saber que os frutos de nosso esforço, das políticas públicas empreendidas por nossa gestão, vêm sendo inspiradores. Somos muito gratos a todos vocês”, frisou.

A comitiva seguiu para uma visita ao Lago Jaboti. A visita foi encerrada no Distrito de Pirapó, onde conheceram o Museu do Café. Para a superintendente da Semaf Bete Berton, a visita dos guarapuavanos provou a eficácia da capacitação. “É de muita relevância a visita do grupo de novos empreendedores econômico-solidários. É prova de que estamos cumprindo nosso objetivo de propiciar maior integração entre as redes de economia solidária do Estado.”

A secretária da Mulher Denise Canesin disse que os organismos municipais de políticas públicas para as mulheres, de Guarapuava e de Apucarana, são orientados por eixos temáticos comuns. “Somos dos poucos municípios do Paraná que dão atenção diferenciada às mulheres, que dispomos de uma secretaria para tal. A gestora de Guarapuava, Priscila Schran de Lima, veio nos visitar e conheceu o trabalho da Semaf de empoderamento feminino e de defesa dos direitos da mulher, e ficamos muito felizes em contribuir com ideias que puderam ser aplicadas em outra cidade.”

Serviço Os empreendimentos econômico-solidários abrangem atualmente as áreas de gastronomia, confecção, design gráfico, plantas ornamentais e medicinais, meliponicultura, bordados à mão e à máquina, artesanato com fibras naturais, manualidades (tricô, crochê, costura doméstica, pintura em tecido, em tela e em madeira), desenho artístico manual, marcenaria, produção de hortifrutis orgânicos. Os princípios norteadores da economia solidária são autogestão, cooperação, solidariedade, sustentabilidade e viabilidade econômica.

Os interessados em participar da próxima capacitação, em 2020, devem preencher ficha no Espaço Mulher, situado à Rua Oswaldo Cruz, 432.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber