Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Apucarana estuda ampliar canil municipal

.

Atendendo apelo dos 25 protetores de animais que atuam de forma independente na cidade, a Prefeitura de Apucarana iniciou nesta semana um levantamento que visa projetar a construção de mais baias junto ao canil municipal. 

A informação foi confirmada nesta sexta-feira (18) pelo prefeito Júnior da Femac durante vistoria ao local. Acompanhado do secretário Municipal de Obras, Herivelto Moreno, e do coordenador do canil, biólogo Luan Rafael da Silva Santos, Júnior revelou que uma possível ampliação deve ter início no próximo ano para atender a necessidade dos protetores independentes. 

A reivindicação inicial era a cessão de uma área para a construção de um centro particular de abrigo, o que foi descartado pela prefeitura devido ao alto custo de manutenção e por já existir o canil municipal. “O Município já dispõe de uma área para este fim que, inclusive, a partir dos investimentos feitos pela gestão Beto Preto nestes últimos seis anos e meio, hoje é referência positiva para todo o Brasil. Então propomos projetar a ampliação do canil, o que foi prontamente aceito pelos protetores”, explicou o prefeito. 

“Tenho profundo respeito pelo trabalho realizado por cada uma dessas pessoas, que amam os animais e abdicam das próprias vidas para abrigar e cuidar de dezenas de cães e gatos em suas próprias residências. Vamos procurar otimizar o nosso canil para ajudá-los ainda mais nesta missão nobre, que é a proteção animal”, citou Júnior da Femac.
Além da construção de novas baias, a prefeitura também vai disponibilizar mais servidores para o atendimento. 

“O prefeito determinou que façamos agora um levantamento completo de quantos animais esses 25 protetores independentes abrigam e quantos eles estão dispostos a permitir que sejam encaminhados ao canil. A partir destes dados, sabendo exatamente qual é esta nova demanda, poderemos dar início aos projetos e orçamentos para que o investimento seja previsto para execução já no ano que vem”, disse o biólogo Luan Rafael da Silva Santos, coordenador do canil Municipal. 

Segundo parecer prévio do prefeito, a ampliação é viável. “Além do apoio, a contribuição municipal a estes protetores tem caráter de saúde pública. Para dar um exemplo, há uma protetora que hoje tem 70 cães em sua residência”, conta Santos. 

Mantido com recursos municipais, apoio da Sociedade Protetora dos Animais de Apucarana (Soprap) e de voluntários, o canil municipal atualmente abriga 155 cães e 80 gatos. 

“Trabalhamos sempre com a capacidade máxima, especialmente nos últimos meses, onde registramos grande queda no número de adoções”, informa o coordenador. Ele frisa que todos os animais recebem toda atenção devida. “Aqui eles têm água, ração, local limpo todos os dias, cuidados veterinários necessários, mas o ideal é que ganhem um lar. Temos exemplo de um cão que está há 8 anos conosco esperando uma família”, revela Santos.

O consumo de ração mensal é de 1.200 quilos para adultos, 450 quilos para filhotes e 250 quilos para gatos. “A prefeitura adquire a maior parte e também temos muitas doações, que são encaminhadas para atender a lares temporários viabilizados pela Soprap”, detalha o coordenador do canil municipal.

Novo gatil
A Soprap, em parceria com parceiros da iniciativa privada, também deve viabilizar para o próximo ano a ampliação do recinto do gatil. “A melhoria visa dar mais espaço para o conforto e bem-estar dos animais”, confirma Santos, frisando que a entidade está aberta à adesão de novos parceiros para o projeto. “Empresários que quiserem contribuir devem procurar a Soprar”, diz.

Investimentos
Criado há 22 anos, somente a partir de 2013 o Canil Municipal recebeu investimentos que representaram um marco, tanto na melhoria das condições das instalações físicas, como na qualidade do atendimento dispensado a cães e gatos.

Após descumprimento do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado em 2011 pela prefeitura – na gestão anterior à atual – com o Ministério Público Estadual, o então prefeito Beto Preto assumiu o compromisso de construir um centro cirúrgico e reformar a sede do Recanto São Francisco de Assis (canil municipal). 

E, em março de 2016, as exigências do TAC foram cumpridas. Naquela data foi inaugurado o centro cirúrgico do canil destinado a castração de animais, bem com a reforma completa da sede do canil, em área de 150 metros quadrados. As melhorias se estenderam ainda para as 32 baias, que abrigam em média 160 cães. 

Na construção do centro cirúrgico a prefeitura investiu R$ 100 mil em mão de obra e materiais, enquanto a Sociedade Protetora dos Animais de Apucarana (Soprap) aplicou mais R$ 40 mil em equipamentos. A partir da inauguração do centro cirúrgico as esterilizações deixaram de ser feitas em clínicas particulares. Em maio deste ano, o local atingiu a marca de 2 mil castrações. Além de equipe de servidores capacitados, o município também disponibilizou novos veículos para o atendimento.

O canil municipal acolhe e recupera, com alimentação adequação e medicação, cães e gatos que, posteriormente, são colocados à disposição para adoção. Disponibiliza ainda um aplicativo WhatsApp para receber denúncias. O número (43) 99626-3680 é exclusivo para comunicar maus- tratos de animais dentro do município de Apucarana. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber