Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Começa procura pela vacina contra o sarampo

.

A chuva que caiu durante a maior parte desta segunda-feira não prejudicou o primeiro dia da vacinação contra o sarampo em Apucarana. A avaliação é do Departamento de Vigilância Epidemiologia da Autarquia Municipal de Saúde (AMS). Segundo balanço divulgado no final da tarde, cerca de 100 crianças, com idades entre seis meses de idade e cinco anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias), foram imunizadas nos 24 pontos de vacinação.

A região que teve maior procura foi a do Jardim Ponta Grossa. Promovida pelo Ministério da Saúde do Governo Federal, com auxílio das secretarias de Estado da Saúde e prefeituras, a campanha nacional de vacinação segue até o dia 25 de outubro, com os pontos de imunização funcionando das 8 às 16h30, de segunda a sexta-feira. A vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, é disponibilizada gratuitamente à população. “Caso a criança já tenha tomado a dose da vacina em outro momento ou já tenha contraído o sarampo, não é preciso ser vacinada”, informa Luciano Pereira da Silva, coordenador da Divisão de Epidemiologia da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana (AMS).

O prefeito Júnior da Femac chama a atenção para a gravidade da doença. “O sarampo é muito perigoso e se não tratado pode deixar graves sequelas e até levar a pessoa à morte, por isso pedimos a todos os pais ou responsáveis por crianças na faixa etária da campanha que pratiquem este ato de cuidado e amor, procurando uma unidade de vacinação o quanto antes”, pede o prefeito.

O secretário de Estado da Saúde e ex-prefeito de Apucarana, médico Beto Preto, frisa que a vacina é a única forma de prevenir o sarampo. “O Paraná está em alerta contra o sarampo, que é uma doença viral, de alto potencial de transmissão. Por isso, recomendados a todos os pais que chequem a carteira de vacinação dos filhos. Se a carteirinha estiver incompleta ou se os pais tiverem alguma dúvida, levem até a unidade de saúde mais próxima para a imunização”, orienta o secretário da Saúde.

O “Dia D” desta etapa da campanha de vacinação será o dia 19 de outubro. “O objetivo da campanha é interromper a circulação do vírus do sarampo no território nacional”, afirma Beto Preto.

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde em setembro, confirmou 5.346 casos de sarampo no Brasil. A maior parte dos diagnósticos está concentrada em 153 municípios de São Paulo (97,5%), principalmente na região metropolitana. Apucarana ainda não registrou nenhum caso e, o Paraná, contabiliza 59 ocorrências até o momento. “O sarampo também acomete adultos, por isto o Governo Federal já articula, para novembro, uma campanha nacional para vacinar pessoas entre 20 e 29 anos de idade”, comunica Luciano Pereira da Silva, coordenador da Divisão de Epidemiologia da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana (AMS). Dúvidas ou outras informações sobre os locais de vacinação na cidade podem ser obtidas pelo telefone 3034-1453.

SINTOMAS – Os sintomas mais comuns são: febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaléia, indisposição e diarréia também podem ocorrer. Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber