Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Vacinação contra o sarampo tem início nesta segunda-feira

.

Crianças a partir dos seis meses de idade até cinco anos incompletos devem ser levadas às unidades básicas de saúde para serem imunizadas contra o sarampo. A campanha nacional de vacinação contra a doença, promovida pelo Governo Federal com auxílio das secretarias de Estado da Saúde e prefeituras, tem início nesta segunda-feira (07/10) e segue até o dia 25 de outubro.

O prefeito Júnior da Femac informa que em Apucarana as doses da vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, estarão disponíveis em 24 unidades de saúde que dispõem de sala de vacinas. “O sarampo é uma doença muito perigosa e se não tratada pode deixar graves sequelas e até levar a pessoa à morte, por isso pedimos a todos os pais ou responsáveis por crianças na faixa etária da campanha que pratiquem este ato de cuidado e amor, procurando uma unidade de vacinação o quanto antes”, pede o prefeito, salientando a importância de se levar a caderneta de vacinas do paciente. “Os pontos de vacinação vão funcionar das 8 às 16h30, de segunda a sexta-feira”, orienta Júnior da Femac

Caso a criança já tenha tomado a dose da vacina em outro momento ou já tenha contraído o sarampo, não é preciso ser vacinada. “O Brasil já teve o selo de erradicação da doença, mas recentemente tivemos a reintrodução do vírus no território nacional. Com isso, as autoridades em saúde estão reforçando a vigilância para evitar problemas maiores e erradicar novamente esta doença do país”, informa Luciano Pereira da Silva, coordenador da Divisão de Epidemiologia da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana (AMS).

De acordo com um boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde em setembro, foram confirmados 5.346 casos de sarampo no Brasil. A maior parte dos diagnósticos está concentrada em 153 municípios de São Paulo (97,5%), principalmente na região metropolitana. Ainda assim, o número de estados com transmissão ativa da doença já chega a 17, o que reforça a importância de uma campanha de vacinação por todo o país. “O estado de São Paulo, nosso vizinho, encara uma situação bastante grave, com 9 óbitos já registrados. Por esta proximidade, temos que ficar ainda mais alertas para o perigo, daí a importância da imunização”, reforça Silva.

Apucarana ainda não registrou nenhum caso e, o Paraná, contabiliza 59 ocorrências até o momento. “O sarampo também acomete adultos, por isto o Governo Federal já articula, para novembro, uma campanha nacional para vacinar pessoas entre 20 e 29 anos de idade”, comunica o coordenador epidemiológico.

A doença – Altamente contagioso, o sarampo é transmitido através do contato com gotículas do nariz, da boca ou da garganta da pessoa infectada, quando ela tosse, espirra e respira. A partir dos primeiros sintomas, é primordial que a pessoa seja levada o mais rápido possível para um diagnóstico médico. “Os sintomas do sarampo aparecem apenas de 10 a 14 dias após a exposição. Eles incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas”, explica Luciano Pereira da Silva, coordenador da Divisão de Epidemiologia da AMS.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber