Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Gás vai ficar mais caro em Apucarana

.

Foto: Sérgio Rodrigo
Foto: Sérgio Rodrigo

O preço do gás de cozinha vai subir 7,8%. Conforme informação das revendedoras do produto, o reajuste aplicado pelas distribuidoras corresponde ao repasse de custos referentes ao dissídio coletivo da categoria. Com isso, o botijão de 13 quilos do gás de cozinha comercializado atualmente entre R$ 60 e R$ 65 em Apucarana, passará a custar R$ 65 para retirar na empresa, e R$ 70 com cobrança de entrega. O novo valor deve ser praticado a partir de 1º de outubro.  

Proprietário de uma revendedora de gás, Ivo Guerra, explica que o reajuste é anual e ocorre sempre no início de setembro. Entretanto, havia sido congelado pelas companhias de gás, por isso ainda não era praticado no município. “Apucarana é umas das cidades do Paraná com menor preço do gás de cozinha. E como o preço já estava defasado, reivindicamos com as companhias que não iriamos repassar esse aumento ao consumidor e o reajuste foi congelado. Mas ontem (terça-feira) as companhias informaram que não vão mais segurar”, comenta. 

Guerra explica que terá de reajustar para não sair no prejuízo. “Depósito de gás não consegue trabalhar sem reajustar, pois, a margem que trabalhamos não chega a 20%. Será impossível se manter com 12%, com despesas de aluguel, combustível, energia”, analisa. 

Os preços podem variar de acordo com cada revendedora por conta da diferença na quantidade de botijões comprados por cada empresa também reflete no preço final. 

Dona de uma revendedora de gás Fabiana Zambonini Borbolato,considera a concorrência com supermercados outro ponto em desfavor das revendedoras.

“Está cada vez mais difícil trabalhar, porque os supermercados colocam preço praticamente de custo. Enquanto as revendedoras que trabalham só com gás, são obrigadas a reajustar o preço. A gente tenta acompanhar e quase quebra, porque trabalhamos com margem de lucro menor e os custos estão cada vez maiores”, analisa. 

ARAPONGAS

Em Arapongas, dois estabelecimentos ouvidos pela Tribuna afirmaram que as companhias de gás ainda não repassaram o reajuste e que os preços se mantém entre R$ 70 e R$ 75. “Não recebi nenhum comunicado sobre esse reajuste. Por enquanto, permanecem os mesmos valores”, reitera o proprietário de uma revendedora de gás, João Rufino. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber