Mais lidas
Ver todos

    Apucarana

    Polícia de Apucarana tenta identificar homem que entrou em ballet e mordeu criança de 6 anos 

    Foto do suspeito
    Foto por
    Escrito por Sílvia Vilarinho
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    A Polícia Civil de Apucarana tenta identificar o homem que entrou no Ballet Pavlova, e mordeu uma criança de seis anos que estava no banheiro da escola. O caso aconteceu por volta das 11h38 do sábado (14) 

    Segundo a proprietária do local, Taína Gonçalves, a ação do suspeito foi muito rápida, durou 50 segundos. Ele entrou no ballet, localizado na Rua Dr Osvaldo Cruz, foi até o banheiro e mordeu duas vezes a criança.

    A menina foi mordida na bochecha e no tórax, na altura no decote do collant. A garota começou a chorar, então pais, funcionários e professores perceberam que algo de errado tinha acontecido.

    "A mãe da criança estava encostada no balcão e a menina estava saindo do banheiro. Esse homem chegou, foi direto ao banheiro, mordeu a menina e saiu. Ela começou a chorar e contou que tinha acontecido. Nossa recepção estava cheia. Vários pais estavam aguardando os filhos. Grande parte dos pais correram atrás do suspeito, um foi até de moto, mas ele conseguiu fugir. Já entregamos as imagens para a polícia, que tenta identificar esse homem", detalha Taína. 

    A empresária ressalta que em 47 anos que o ballet existe, nunca algo parecido aconteceu.  Ela ainda ressaltou que as crianças usam banheiros que ficam nos fundos da escola, que possui sistema de monitoramento e regras de segurança. 

    "Quando percebemos a situação de imediato chamamos a PM. Estamos tratando o caso com toda gravidade. Isso jamais aconteceu antes. Temos regras de segurança, as aulas acontecem com as portas fechadas. As crianças usam banheiros nos fundos. A menina estava na frente por que foi beber água, e foi até o banheiro. Jamais poderíamos imaginar que algo assim iria acontecer. A criança está assustada, mas está bem. Estamos dando do suporte necessário para ela", relata Taína. 

    Taína comentou que falsas e distorcidas informações estão sendo divulgadas em relação ao ocorrido. 

    Ainda no sábado o Ballet divulgou uma nota, confira:

    "O Ballet Pavlova vem por meio desta nota prestar as seguintes informações aos nossos pais:
    Mais uma vez nossa liberdade foi lesada através de um ato de violência. 
    Na manhã de hoje, fomos surpreendidos com uma situação que jamais imaginaríamos acontecer em nossa escola, um indivíduo entrou em nossa recepção, atacou e mordeu uma de nossas alunas e em seguida se retirou da escola. Chamamos a polícia que deu todo o suporte necessário para nós e para a família. Disponibilizamos as imagens das câmeras para a polícia que já está tomando as devidas providências.  Nós do Ballet Pavlova repudiamos qualquer ato violento e no momento estamos dedicados  em colaborar ao máximo com a investigação policial e ao suporte à família. 
    Estamos à disposição de vocês, pais, para maiores esclarecimentos."

    A Polícia Civil investiga o caso e tenta identificar o suspeito. 

    Veja o vídeo do suspeito. 







    Foto: Reprodução


    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Afinal, o que é fascismo? com os professores Guilherme Bomba e Camilla Bolonhezi

    Deixe seu comentário sobre: "Polícia de Apucarana tenta identificar homem que entrou em ballet e mordeu criança de 6 anos "

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.