Tribuna do Norte Online
Saiba Agora
Últimas notícias
    Você está em

    Apucarana

    Polícia Civil investiga morte de paciente do Hospital da Providência

  • Foto: Arquivo TN
    Foto por
    Escrito por Aline Andrade
    Publicado em 09/09/2019 Editado em 09/09/2019

    A polícia civil de Jandaia do Sul investiga a morte de um paciente de Kaloré que foi atendido semana passada no Hospital da Providência em Apucarana. Familiares de Benedito do Carmo, de 79 anos, acusam negligência como causa da morte. Uma viatura do IML foi acionada para retirar o corpo do idoso para necropsia enquanto o velório já acontecia nesta segunda-feira (09).


    De acordo com um familiar do paciente, que preferiu não se identificar, o idoso estaria passando por uma consulta para agendamento de uma cirurgia. “Ele tinha hanseníase e precisava amputar as pernas. Ele foi consultar para marcar a cirurgia e enquanto estava na maca fazendo a troca das faixas das pernas com os enfermeiros, acabou caindo da maca. Meu pai, que estava lá de acompanhante viu tudo, mas ele é uma pessoa muito simples, não disse nada. Só foi contar sobre o tombo depois que tudo aconteceu”, disse.

    O familiar revelou ainda que durante a preparação do corpo para o velório, que estava acompanhando, achou estranho algumas manchas no rosto e outras partes do corpo do idoso. As manchas foram fotografadas e enviadas para a polícia civil. “A gente só espera respeito. Queremos saber o que foi que aconteceu de verdade, e se teve alguma coisa errada, que alguém assuma a responsabilidade, porque meu parente não volta mais”, desabafou.

    O delegado de Jandaia do Sul, Gustavo de Pinho Alves, responsável pela investigação, conta que tomou conhecimento dos fatos através da polícia militar de Kaloré, que teria sido procurada por parentes do idoso falecido. “Os parentes do idoso relataram aos policiais de Kaloré que enquanto estava no hospital, o paciente teria caído sem receber assistência adequada e teria sido liberado, vindo a óbito durante o fim de semana. Tive acesso às fotos do corpo enquanto recebia a preparação para o velório e verifiquei que haviam algumas lesões que levantaram suspeita, por isso, acionei o IML para que fosse realizado um exame de necropsia e abri inquérito para apurar os fatos”, explicou o delegado, que afirmou ainda que os familiares do paciente serão ouvidos nos próximos dias e, em seguida, representantes do hospital também deverão prestar depoimento.

    A reportagem entrou em contato com o Hospital da Providência, que por meio de sua assessoria, divulgou a seguinte nota de esclarecimento a respeito do caso: 

    "O Hospital da Providência, via assessoria de imprensa, informa que o paciente

    Benedito do Carmo (79) deu entrada nesta quarta-feira (04) no Pronto-Socorro da
    Instituição com quadro de úlcera varicosa crônica e infectada. Durante atendimento sofreu
    uma queda e recebeu todo atendimento necessário, onde não restou evidenciado o
    agravamento de seu quadro clínico em decorrência da queda de nível. Recebeu
    tratamento médico para a úlcera varicosa por 4 (quatro) dias, porém, devido ao seu grave
    quadro de saúde, foi a óbito neste domingo (08).
    A ocorrência de um óbito entristece os membros da nossa equipe, composta por
    médicos, enfermeiros e profissionais de outras áreas, que se empenha muito pela saúde
    de seus pacientes". 

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    TNTV

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!

    Deixe seu comentário sobre: "Polícia Civil investiga morte de paciente do Hospital da Providência"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Principais matérias