Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Preso foragido acusado de tripla tentativa de feminicídio em Apucarana

.

Vicente da Silva de 41 anos, foi preso ontem por tentativa tripla de feminicídio. Foto: Sergio Rodrigo
Vicente da Silva de 41 anos, foi preso ontem por tentativa tripla de feminicídio. Foto: Sergio Rodrigo

A polícia civil de Apucarana apresentou nesta terça-feira (23), um homem acusado de tentativa de triplo feminicídio em Apucarana. Vicente da Silva de 41 anos, cometeu o crime no Jardim Trabalhista no dia 01 de julho, conseguiu fugir, e estava escondido na casa de familiares em Londrina, local onde foi encontrado pela polícia e preso ontem à tarde. O homem já tem passagem por homicídio.


“Essa é uma prisão importante, no dia em que a cidade se movimentou para lembrar as vítimas de feminicidio, um crime bárbaro que está sendo repudiado pela polícia civil de Apucarana, juntamente com a delegacia da mulher, e que procuramos combater diariamente” disse o delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana Gustavo Dante.

De acordo com a delegada Sandra Mara Nepomuceno, a tentativa de triplo feminicídio foi apresentada na delegacia da mulher de Apucarana no dia do crime. De acordo com a polícia, o acusado planejou matar a esposa e chegou a preparar uma forca no quarto para enforcar a mulher e aparentar um suicídio, mas, enquanto ele tentava enforcá-la, ela conseguiu correr e gritar por ajuda. Nesse momento, a cunhada e a filha dela chegaram para ajudar, mas o homem se armou com um facão, e desferiu vários golpes contra as três mulheres. Elas foram hospitalizadas e o agressor conseguiu fugir.

Durante as investigações do caso, a polícia descobriu que ele estaria escondido na casa de parentes e conseguiu realizar a prisão. Silva irá responder por tentativa tripla de feminicídio.

“Essa prisão ocorreu numa data bastante significativa, pois o dia 22 de julho foi instituído no Paraná como o Dia Estadual de Enfrentamento ao Feminicídio e as autoridades policiais estão atentas no combate a esta prática” afirmou a delegada.

Ato na Praça

Na manhã de segunda-feira (22), vinte cruzes foram expostas na Praça Rui Barbosa com dados de feminicídio no Estado e no município com a intenção de chamar a atenção da população para o assunto. Feminicídio é o assassinato de mulheres cometido em razão de gênero. O Brasil tem hoje a quinta maior taxa de feminicídios do mundo, e o dia 22 de julho foi instituído no Paraná como o Dia Estadual de Enfrentamento ao Feminicídio, por meio da Lei 19.873/2019. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber