Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Cruzes são expostas para alertar sobre casos de feminicídios

.

Foto: Maicon Sales
Foto: Maicon Sales

Na manhã desta segunda-feira (22) quem passou pela Praça Rui Borbosa no centro de Apucarana percebeu que cruzes foram expostas. Nelas está gravado o nome de mulheres que foram vítimas de  feminicídio, que é o assassinato de mulheres cometido em razão de gênero. 

O Brasil tem hoje a quinta maior taxa de feminicídios do mundo, e o dia 22 de julho foi instituído no Paraná como o Dia Estadual de Enfrentamento ao Feminicídio, por meio da Lei 19.873/2019. 

Vinte cruzes foram expostas na praça e, nelas, estarão dados de feminicídio no Estado e no município, para que a população possa ter conhecimento da frequência com que esse tipo de crime é cometido, o quanto se faz necessária sua coibição por meio da prevenção e da proteção da mulher, assim como quais são as políticas públicas promovidas para a diminuição dos índices de violência doméstica. 

A equipe da secretaria da Mulher, acompanhada das conselheiras do Conselho Municipal de Direitos da Mulher, Guarda Municipal, representantes da Comissão da Mulher Advogada e da Polícia Militar, além de ONGs e movimentos de mulheres, realizaram adesivagem de carros e entrega de materiais informativos.

O prefeito Junior da Femac acompanhou a ação, e disse que não é aceitável em uma sociedade que qualquer pessoa sofre violência, ainda mais uma mulher.  

Leia mais na edição impressa desta terça-feira (22) do jornal Tribuna do Norte.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber