Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Prefeitura investiga descarte irregular de pneus no Pirapó

.

Uma denúncia feita por moradores levou a coordenadoria da Vigilância Epidemiológica e de Combate a Endemias da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana (AMS), em conjunto com a fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a averiguar um descarte irregular de cerca de 100 pneus no Distrito de Pirapó. Segundo informações preliminares, o material teria sido despejado durante a madrugada desta quinta-feira em trecho localizado entre a rodovia BR-369 e a linha férrea, na entrada principal da comunidade.

Além de ser um crime ambiental, a ocorrência caracteriza sério risco à saúde pública devido a possibilidade dos pneus servirem de foco proliferador do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças, como a zika e chikungunya. “O pneu é um grande mecanismo de risco, um ambiente ideal para o mosquito se multiplicar pois acumula água facilmente, é quente, protegido de predadores”, explica Emídio Bachiega, vice-presidente da AMS. De acordo com ele, o setor de combate a endemias mantém monitoramento sobre toda a cidade, através do trabalho dos agentes, e que atitudes ilegais como a ocorrida no distrito precisam ser combatidas e denunciadas pela população.

Ao tomar ciência da denúncia, o prefeito Júnior da Femac determinou rigor na investigação. “Estamos diante de uma ação irresponsável que coloca em risco o meio ambiente e a saúde de nossa população que vamos apurar com rigor a autoria e, uma vez identificados, aplicar as sanções legais previstas para este tipo de crime”, pontuou o prefeito.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) vai agora oficiar a Reciclanip, que é responsável pela logística reversa de pneus em todo o Brasil, para que proceda o recolhimento. “Vamos pedir urgência, para que isso ocorra o mais rápido possível”, informou Sérgio Bobig, secretário municipal.

Denúncias - Informações sobre a autoria de crimes contra o meio ambiente como o praticado no Distrito de Pirapó devem ser fornecidas na Sema, através do telefone 3423-0142 ou Guarda Municipal de Apucarana pelo 153.

Principais consequências do descarte inadequado de pneus *

Problemas na biodegradação

O descarte de pneus no meio ambiente é um grande problema ambiental especialmente por conta de seu elevado tempo de deterioração, causando poluição do solo e contaminação de áreas. Além disso, quando estão expostos à luz solar e às chuvas, os pneus começam a se desfazer tanto em líquidos como em gases, contaminando ecossistemas inteiros e a atmosfera.

Dificuldade em saneamento básico

Pneus também são fontes para diversas doenças. Dengue, malária e febre amarela são algumas das enfermidades que advêm do descarte de pneus de forma incorreta. Acumulando água e sujeira, os pneus também contaminam o solo, podendo causar infecções nas pessoas e atingindo até os animais que se alimentam de recursos naturais contaminados pela eliminação de resíduos químicos que fazem parte da consistência dos pneus.

Gastos excessivos

O poder público também sofre com o descarte de pneus no meio ambiente, uma vez que é preciso investir na retirada constante desses materiais em rios, lagos, mares e solos. Mais verbas para investir em máquinas de retiradas de lixo e ainda suster o serviço público de saúde são alguns dos problemas financeiros no cofre público, que se tornam reais.

*https://www.pensamentoverde.com.br/

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber