Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Apucarana alcança mais de 22% em investimentos, superando índice exigido

.

Mantendo a tendência dos últimos 6 anos, o repasse mínimo de 15% da receita corrente líquida que, por norma constitucional o município deve obrigatoriamente direcionar para a saúde, voltou a crescer em 2018 em Apucarana. A aplicação dos recursos municipais na saúde no ano passado ficou em 22,38% do orçamento, superando em 7,38% o índice mínimo exigido.

Conforme relatório recém-divulgado pela Autarquia Municipal de Saúde (AMS), o recurso municipal aplicado na saúde saltou de R$ 32.645.809,22 em 2017, para R$ 38.781.648,60 em 2018. Ao longo de 8 anos, entre 2011 e 2018, o índice de aplicação dos recursos municipais em saúde foi subindo gradativamente: 15,62%, 16,27%, 17,71%, 18,95%, 18,18%, 19,57%, 20,09% e 22,38%, respectivamente”, detalha o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta.

Conforme assinala ele, houve neste período, um aumento de 43% no índice de investimento. “Em termos de valores, o recurso municipal aplicado no setor saltou de R$ 14.343.092,87 em 2011 para R$ 38.781.648,60 em 2018”, detalha Kaneta.

Entre as despesas pagas com recursos do município na saúde está a da folha de pagamento que, em 2013, primeiro ano de mandato da gestão Beto Preto, absorveu R$ 10.694.075,00. Já em 2018, esse gasto foi de R$ 19.964.755,74. “O investimento na contratação de profissionais da saúde tem sido uma constante na atual administração. Hoje temos mais de 1.200 profissionais de saúde atuando na rede pública do município. Realizamos três concursos públicos em 2014, 2017 e 2018 e já foram convocados cerca de 120 aprovados”, informa o prefeito Junior da Femac.

Outro dado que merece destaque refere-se aos gastos com material de consumo, que subiram de quase 1,5 milhão, para pouco mais de R$ 3,5 milhões, entre 2013 e 2018. De acordo com Roberto Kaneta, os investimentos avançaram ainda em relação aos valores despendidos com prestadores de serviço como o Cisvir, Hospital da Providência, laboratórios e clínicas, bem como com material de

distribuição gratuita, incluindo medicamentos, suplementos alimentares e fraldas.

“A saúde é prioridade na gestão Beto Preto. Os avanços podem ser sentidos pela população, mas há muitas melhorias que estão em processo de concretização para avançarmos no propósito de fazer a saúde de Apucarana a melhor do Paraná”, afirma Junior da Femac.

Percentuais investidos nos últimos oito anos na saúde:

2011 – 15,62%

2012 – 16,27%

2013 - 17,71%

2014 - 18,95%

2015 - 18,18%

2016 - 19,57%

2017 - 20,09%

2018 - 22,38%

*OBS: O índice mínimo exigido por lei é de 15% do orçamento municipal

Gasto anual com a saúde

2011 - R$ 14.343.092,87

2018 - R$ 38.781.648,60


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber