Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Irregular, moto com escapamento adulterado pode ser apreendida

.

Mercado tem opções, dentro da lei, para quem quer um 'ronco' diferente na motocicleta (Foto: Delair Garcia)
Mercado tem opções, dentro da lei, para quem quer um 'ronco' diferente na motocicleta (Foto: Delair Garcia)

Para chamar atenção. Essa é a justificativa de um jovem de 18 anos que prefere não se identificar, ao responder o motivo da moto dele fazer tanto barulho. O rapaz integra um grupo cada vez maior de motociclistas que alteram o escapamento justamente para aumentar o ‘ronco’ das máquinas. A modinha, além de irritante, é irregular e pode levar à apreensão da motocicleta.

O rapaz contou que já comprou a motocicleta modificada e afirma que não sente incomodado com o barulho. Diferente do mecânico Marcos Alexandre Cândido, que acha o som extremamente irritante. “Incomoda demais. As vezes estou no telefone não consigo nem ouvir o que a outra pessoa está falando” comenta Marcos.

Rovilson Andreato, gerente de uma oficina especializada em acessórios para motocicletas, relatou que a maioria dos clientes que procura por equipamentos mais barulhentos está na faixa etária entre 18 e 24 anos.

“Trabalhamos com escapes na linha original já para evitar problemas com a lei e a população. Todos os escapes que fazem mais barulho, possuem a aprovação do Inmetro. Sabemos o quanto a poluição sonora pode ser prejudicial e incomodar. É preciso tem bom senso” disse Rovilson. Ainda de acordo com ele, na maioria dos casos, o motociclista que quer um barulho mais forte, acaba furando ou cortando o escape na própria casa ou em algum local que aceite fazer o serviço.

Segundo o chefe da 15ª Ciretran de Apucarana, Fernando Garcia, uma moto com o escapamento modificado não passa na vistoria. Porém, quem troca de equipamento, faz o procedimento após a liberação do Detran. “Não é legal, é inclusive previsto no Código de Trânsito multa grave e até cinco pontos na carteira se for comprovada a adulteração”, explica.

O sargento da Polícia Militar (PM) de Apucarana, Cláudio Gonçalves da Silva, reforçou que a adulteração de características torna a motocicleta passível de apreensão. “Em praticamente toda blitz que realizamos uma moto é apreendida pela mesma situação, adulteração. Na grande maioria das vezes, a adulteração é no escape, para produzir ainda mais barulho”, comenta.

Ainda de acordo com o sargento, diversas ligações são recebidas no Copom do 10º Batalhão através do 190, de pessoas que reclamam do barulho das motos. Não raro, um motociclista passa várias vezes numa mesma rua, o que acaba gerando um grande incômodo.

“Temos uma dificuldade em apreender as motocicletas que fazem muito barulho, pois quando uma pessoa liga reclamando a moto já passou. Mesmo uma viatura indo até o local, é difícil encontrar o motociclista, o que precisa é ter a consciência de que a moto pode ser sim apreendida”, destaca.O jovem que comprou a moto já adulterada e afirmou à reportagem que gosta do barulho para chamar atenção, por exemplo, admitiu que não sabia que a moto poderia ser apreendida por esse motivo. Mas que agora vai rever a opinião. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber