Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Violência doméstica; ocorrência é uma das mais frequentes em Apucarana

.

Caso de violência doméstica é uma das notificações mais frequentes em Apucarana. Registros dos boletins de ocorrência mostram que todo dia mulheres são vítimas de seus namorados, maridos, ou ex-companheiros. 

Tendo em vista que além dos casos formalizadas, há ainda aqueles em que não há denúncia, o número tende a ser assustador. Para se ter ideia, na última sexta-feira (22) a Polícia Militar (PM) de Apucarana registrou oito crimes de violência doméstica em um relatório com pouco mais de 20 ocorrências, onde as demais eram divididas entre furto, roubo, lesão corporal, tráfico de drogas e etc.

Desses oito casos registrados na última sexta, apenas cinco foram denunciados pelas próprias vítimas, os outros três foram através de outras pessoas que presenciaram as cenas de agressão. 

Em dois casos, as vítimas são mães e estavam com bebês no colo. Uma delas foi ameaçada de morte com uma faca pelo marido e pai da criança dentro da casa onde moram. Já a outra foi agredida no meio da rua pelo companheiro, que de acordo com testemunhas não se inibiu com o fato de outras pessoas verem e nem da mulher estar segurando o neném. 

Mais outra vítima também foi agredida no meio da rua pelo amásio, o qual já consta alguns boletins pelo mesmo crime. De acordo com ela, acaba sempre reatando o relacionamento após insistência do homem. Neste caso, a denúncia também foi feita por populares.

Uma mulher chegou a ser hospitalizada após ser agredida pelo marido também na sexta-feira. O crime aconteceu dentro de um carro na Rua Bandeirantes no centro da cidade. Pessoas que passaram pelo local acionaram a polícia mas o homem fugiu antes da chegada da equipe. A vítima teve lesões principalmente na cabeça e no rosto. 

Duas jovens também denunciaram seus casos após tentarem terminar o relacionamento. Um deles ameaçou a então namorada de morte, e passou a persegui-la enquanto o outro agrediu a vítima e depois roubou seu celular.

Nas outras duas ocorrências, as mulheres moravam junto com os companheiros e foram ameaçadas e agredidas. Um deles usou uma faca e o outro agiu de força física.

Em todos casos, os agressores fugiram antes da chegada da PM.

Ainda de acordo com o relatório da polícia, outras duas mulheres também foram vítimas de agressão envolvendo alguém do âmbito familiar. Uma foi agredida pelo irmão, e outra pelo tio. Os suspeitos também se evadiram após o crime. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber