Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

PM apreendeu quase 700 veículos irregulares em 2018

.

A Polícia Militar (PM) de Apucarana apreendeu no ano passado um total de 696 veículos que apresentavam alguma irregularidade no ano passado. Em média, dois veículos foram flagrados por dia rodando de maneira ilegal na cidade. As principais causas para o recolhimento de carros e motocicletas para o pátio da PM são débitos legais e falta de documentação obrigatória.

Apesar da quantidade significativa de apreensões de veículos no último ano, o número ficou abaixo do que foi registrado no ano anterior. Em 2017, a PM retirou de circulação um total de 1.045 carros e motos com irregularidades em Apucarana, resultando em uma média de quase três unidades diárias. 

Na comparação entre os dois anos, houve redução de 33,4%, ou aproximadamente um terço, em 2018.De acordo com Vilson Laurentino da Silva, capitão da PM de Apucarana e responsável pelo setor de Relações Públicas do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), a redução no número de apreensões em 2018 se deve a um trabalho mais intensivo da polícia nos últimos dois anos.

“Neste período, a PM realizou uma intensificação nas operações de trânsito. O aumento da fiscalização leva os motoristas a pensarem duas vezes antes de trafegarem de maneira irregular, buscando regularizar as suas situações”, diz.

Segundo ele, o aumento da fiscalização nas ruas da cidade não foi exclusividade da PM. “A Guarda Municipal de Apucarana também atuou com maior ênfase neste período, bem como o início dos trabalhos dos agentes de trânsito, que atuam principalmente junto ao estacionamento rotativo, mas que têm atribuições no trânsito de modo geral, podendo autuar motoristas por qualquer infração cometida”, ressalta.

As principais causas para a apreensão de veículos, segundo a polícia, são conduzir veículo que não esteja registrado ou licenciado (Artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro) e dirigir sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (Artigo 162). Ambas são infrações consideradas gravíssimas, gerando a apreensão imediata do veículo. 

Dirigir com documentação atrasada gera multa de R$ 293,47 e adição de 7 pontos à CNH. Para retirar o veículo, é preciso quitar o débito.Já a multa para quem dirige sem ter habilitação é de R$ 880,41. Além disso, o proprietário do veículo também pode ser multado no mesmo valor por entregá-lo a uma pessoa não habilitada, além de ter sete pontos adicionados à CNH, caso seja habilitado. O veículo fica retido até a apresentação de um motorista habilitado para retirá-lo.

“Infelizmente, algumas pessoas ainda insistem em se preocupar apenas com a aquisição do veículo e deixam para depois a regularização, tanto do veículo como do próprio condutor, junto ao Detran. Por isso, pedimos que os motoristas sejam responsáveis e procurem manter toda a documentação regularizada”, ressalta o capitão.No pátio do 10º BPM, estão recolhidos 160 veículos atualmente, sendo 112 motos e 48 carros.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber