Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Em 5 anos, Ensino Médio perde 1,1 mil alunos

.

Foto: Delair Garcia
Foto: Delair Garcia

A rede estadual de ensino perdeu mais de 1,1 mil alunos do Ensino Médio nos últimos cinco anos em Apucarana e Arapongas. Até esta semana, o número de matrículas nas instituições de ensino das duas cidades havia registrado uma queda de 14,4% em relação a 2015. O Núcleo Regional de Educação (NRE) de Apucarana aponta fatores internos e também externos à escola como causas para a redução de estudantes. O órgão trabalha para desenvolver métodos de ensino mais atrativos para os jovens.

No ano letivo de 2015, foram registradas um total de 7.646 matrículas para o ensino médio de Apucarana e Arapongas. Em 2018, foram registrados os números mais baixos do período, com 6.464 matrículas. Neste ano, mesmo com as matrículas ainda acontecendo, o resultado já apresenta uma ligeira melhora, chegando a 6.542 alunos matriculados.Dos dois municípios, quem mais perdeu alunos nestes últimos cinco anos foi Apucarana. O município passou de 3.950 matrículas em 2015 para 3.025 neste ano, queda de 23,4%. Em Arapongas, a redução foi de 4,8%, passando de 3.696 no início desta série histórica, para 3.517 neste ano. Os números de 2019 são parciais. O ano letivo foi iniciado no dia 14 deste mês em todo o Paraná.O maior índice de desistência acontece no ensino noturno, explica a chefe do NRE de Apucarana, Cristiane Rosseti. 

“Isto acontece porque praticamente a totalidade dos alunos que estudam durante a noite trabalham durante o dia, chegando cansados à sala de aula, levando à desistência”.Mas, segundo ela, há ainda diversos outros fatores que influenciam para a queda no número de alunos. “São vários motivos, desde a queda da natalidade nas famílias brasileiras até a migração de alunos para o Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Boa parte desanima por não ter a intenção de partir para o ensino superior ao final do médio. Já para outros, o estudo não atende às expectativas, preferindo o ensino técnico profissionalizante”, ressalta.Com a redução do interesse no ensino médio noturno, várias escolas acabaram ficando apenas com as salas de aula diurnas. Em Apucarana, apenas os colégios Nilo Cairo e Izidoro Luiz Cerávolo mantém o ensino à noite. 

O Colégio Antônio dos Três Reis de Oliveira aboliu o ensino noturno neste ano por conta da baixa procura, afirma o diretor Odair Pereira dos Santos.“Eram poucos os alunos interessados, o que tornou inviável manter o ensino noturno. Ficamos tristes pelos que tinham interesse, porque agora eles terão que se deslocar aqui do bairro para o centro. Todos trabalham para complementar a renda familiar e chegam cansados, o que contribui para a desistência. Estamos buscando cursos técnicos para oferecer em breve no nosso colégio, de forma a atrair novamente os alunos”, diz o diretor.

NRE aposta em cursos técnicos
A chefe do NRE de Apucarana, Cristiane Rosseti, aponta que a principal medida para trazer de volta o interesse dos jovens pelo Ensino Médio é aliar a educação formal a cursos técnicos, de forma a aproximar os conteúdos em sala de aula da vida dos alunos, preparando-os melhor para o mercado de trabalho.“Os resultados têm sido positivos. Estamos acatando as diretrizes propostas pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Secretaria Estadual da Educação (SEED), que defendem esta proposta de ensino”, ressalta ela.Hoje, são 14 cursos técnicos disponíveis em Apucarana e quatro em Arapongas. Há ainda o curso de formação de Docentes nas cidades de Faxinal, Jandaia do Sul, Marumbi, Mauá da Serra e Marilândia do Sul. Pelo menos dois novos cursos estão previstos em Apucarana para o segundo semestre.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber