Facebook Img Logo
  1. Banner

Trabalho em família

.

Foto: Delair Garcia
Foto: Delair Garcia

Para falar do Residencial Cazarin é preciso lembrar do patriarca Ibarale Cazarini (in memoriam), filho de Antonio Casarim e Ana Canavezzi (in memoriam), nascido em Batatais, estado de São Paulo, que veio para Londrina e depois para Apucarana, em meados de 1944. Ibarale morou em um sítio, onde hoje está localizada a sede da fazenda, cuja casa ele mesmo construiu em 1952 e onde viveu até os 76 anos.  

Ibarale era o mais novo de uma família de seis irmãos: César, Mário, Gabriela, Catarina e Pierina. O empreendedor se casou em 1945, com Rosa Bengosi, filha de Adélio Bengozi e Maria Bote, que nasceu em Tietê, estado de São Paulo, e veio para Cambé e depois para Apucarana em 1948. O casal teve oito filhos, todos nascidos na propriedade que iniciou com um lote de oito alqueires e se transformou, ao longo dos anos e com aquisição de terras vizinhas, em uma fazenda de 42 alqueires.

Depois da morte de Ibarale, em 1993 aos 76 anos, a família resolveu seguir os planos do patriarca e conseguir dar início a um loteamento. Os irmãos Antônio e Francisco dão início, em 1999, ao Residencial Cazarin 1. “O Residencial Cazarin se transformou num divisor de águas para Apucarana, mudando o conceito de se cortar terras, fazer ruas e vender, para ser um empreendimento com todas as qualidades que um ser humano merece ter no seu lugar para viver”, comenta Inês Cazarin. 

(Patriarca Ibarale Cazarini (in memoriam)


O primeiro lote vendido no Residencial 1, foi o de nº 23 da quadra 14, localizado na Rua Ilson Aparecido da Silva e vendido para Osvaldo Pires, em 1999. A primeira casa construída no local foi da família de Fernando Martinez de Freitas e Silvana Resende de Freitas, onde vivem até hoje. A avenida principal do residencial se chama Antonio Cazarin, uma homenagem ao pai de Ibarale, que hoje também homenageia o neto   Antonio Cazarin, que ficou conhecido como Toninho e faleceu um acidente em 1999.  

“Querido por todos, sempre presente em todas as obras que se levantaram no residencial, cuidou com esmero e carinho do espaço, como se fosse o Jardim de sua casa”, conta Inês. O irmão mais velho, Nelson Cazarin (em memória), segundo Inês, também não mediu esforços para dar continuidade ao trabalho já iniciado. “É um trabalho em família e queremos dar continuidade a tudo que foi feito até hoje”. 

De volta, já há três anos lutando e enfrentando a mais árdua tarefa de dar continuidade aos empreendimentos da Família Cazarin, Francisco Cazarin, agora acompanhado de suas irmãs Bernadete e Maria Inês na administração do Residencial Cazarin 1, iniciam a empreitada de abrir novo residencial, o residencial Cazarin 2, com a mesma qualidade e o mesmo respeito à população apucaranense. 



 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber