Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Rodonorte vai construir marginal de acesso do Jardim Curitiba à BR-376

.

O projeto de engenharia, que será executado pela CCR Rodonorte, foi detalhado em primeira mão aos moradores pelo prefeito em exercício Júnior da Femac (Foto: Profeta)
O projeto de engenharia, que será executado pela CCR Rodonorte, foi detalhado em primeira mão aos moradores pelo prefeito em exercício Júnior da Femac (Foto: Profeta)

Uma comissão de moradores do Jardim Curitiba, bairro localizado nas proximidades do Distrito de Vila Reis, em Apucarana, aprovou na terça-feira (22) o projeto de construção de uma via marginal que vai permitir o acesso de veículos à BR-376 através da trincheira do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (30º BIMec). Com a duplicação realizada no trecho, os moradores passaram a ter que percorrer seis quilômetros a mais para chegar ao centro de Apucarana, uma vez que o primeiro retorno está há três quilômetros do bairro. Um acesso provisório até a trincheira chegou a ser construído pelos moradores, mas foi fechado pela concessionária no final de dezembro do ano passado por motivos de segurança, já que o fluxo era feito na contramão da rodovia.

O projeto de engenharia, que será executado pela CCR Rodonorte, foi detalhado em primeira mão aos moradores pelo prefeito em exercício Júnior da Femac. Ele lembra que assim que souberam do fechamento do acesso provisório, tanto ele quanto o prefeito licenciado Beto Preto não mediram esforços para achar uma solução. “Na oportunidade ficamos tão surpresos e tristes quanto quem vive aqui. Sentimos a dor das pessoas e tentamos de tudo para que a defensa colocada no local fosse retirada, o que não foi possível. Desde então iniciamos as tratativas com o DER para que o Jardim Curitiba conquistasse uma obra à altura de sua importância, o que podemos dizer que conquistamos agora, com a mobilização de todos os moradores, que também abraçaram a luta. A Rodonorte vai fazer a pista marginal”, anunciou Júnior, com o croqui do projeto em mãos. “Será uma pista larga, de mão-dupla entre a entrada do Jardim Curitiba até a trincheira do 30º DER. Uma marginal definitiva, com estrutura pronta para atender até mesmo tráfego de carreta”, detalhou o prefeito em exercício.

Após a conclusão das obras a prefeitura vai complementar com a instalação de iluminação pública. “Grande parte da obra será executada dentro da faixa de domínio público da rodovia, o que significa que não haverá custo extra. Mas no encaixe junto à trincheira, haverá a necessidade de desapropriação de uma pequena área que, na prática deveria ser paga pela Rodonorte ou DER, mas para agilizar o processo e não acontecer algo semelhante ao que aconteceu no trevo de acesso ao Distrito de Pirapó, que demorou meses para solucionar a desapropriação, a prefeitura também assumirá essa parte, declarando utilidade pública e pagando o valor em comum acordo com o proprietário”, anunciou Júnior.

Com relação à conquista da marginal, Júnior da Femac enalteceu a atuação do DER. “O órgão exerceu papel decisivo para o aceite da Rodonorte, por isso rendemos nossos agradecimentos pelo empenho de toda a diretoria e técnicos do DER. “O próximo passo agora é o projeto de engenharia receber o “de acordo” por parte do próprio DER, o que deve acontecer nas próximas semanas. Trabalho que requer urgência e que vamos contar com o apoio do nosso prefeito licenciado Beto Preto e do nosso governador Ratinho Júnior”, observou Júnior. Outro ponto que deve agilizar o início das obras é o fato da empreiteira que irá construir a marginal ser a mesma que está executando a duplicação do Contorno Sul de Apucarana. “Falando em previsão, esperamos que as obras tenham início no final de fevereiro, início de março”, comentou o prefeito em exercício.

Após avaliar o projeto, o presidente da Associação de Moradores do Jardim Curitiba, Luiz Neves, disse que os moradores estão felizes e entusiasmados com a resposta da prefeitura. “Desde que anunciaram a duplicação deste trecho já enxergávamos que ia dar problema, mas felizmente o prefeito licenciado Beto Preto, juntamente com o Júnior da Femac, se sensibilizou com a nossa situação e estamos avançando na solução desse impasse. O que conquistamos agora é muito melhor do que pedimos. Pensamos em uma via secundária provisória, mas esta marginal com mão-dupla é algo muito bom, que só temos a agradecer”, disse Neves.

O vereador Marcos da Vila Reis também comemorou o anúncio de que a Rodonorte vai construir uma marginal entre o Jardim Curitiba e a trincheira do 30º BIMec, mas pontuou que é apenas parte do que os moradores da região almejam. “Essa pista marginal atende parte de um projeto grandioso, onde buscamos uma marginal que estabeleça a ligação desde o Distrito da Vila Reis até o Contorno Sul”, ressaltou o vereador. Ele lembra que a duplicação também trouxe transtornos de acesso à rodovia aos moradores do distrito, prejudicando inclusive o comércio local. “Uma marginal resolveria o problema e nos devolveria uma segunda alternativa de saída do bairro, no mesmo local da antiga, por onde hoje é proibido. Mas estamos avançando, passo a passo, derrubando obstáculos, o que nos deixa felizes e mais confiantes. A população é merecedora e não pode se acomodar, ainda há muito o que fazer”, concluiu Marcos da Vila Reis.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber