Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Bertoli afirma que deixa presidência do Legislativo com a Câmara de Apucarana moralizada

.

Bertoli afirma que deixa presidência com a Câmara de Apucarana moralizada - Foto: Delair Garcia/TN
Bertoli afirma que deixa presidência com a Câmara de Apucarana moralizada - Foto: Delair Garcia/TN

O presidente da Câmara de Vereadores de Apucarana no biênio 2017/2018, Mauro Bertoli (DEM), deixou o cargo neste início de janeiro, após dois anos à frente do comando do Legislativo Municipal. Ele transferiu o posto para o novo presidente Luciano Augusto Molina Ferreira (Rede), eleito no último dia 17 de dezembro.

Exercendo seu quinto mandato de vereador, esta foi a terceira vez que Bertoli conduziu os trabalhos da Câmara de Apucarana, tendo exercido a presidência nos biênios 2007/2008, 2009/2010 e em 2017/2018. Bertoli diz que deixa o cargo ciente de ter feito um trabalho respeitando a democracia junto aos companheiros da Casa. E mais: que deixa uma Câmara reformada, saneada financeiramente e, principalmente, moralizada perante a população de Apucarana. Confira entrevista concedida à Tribuna nesta semana:

TRIBUNA DO NORTE – Como o sr. está entregando a presidência da Câmara ao seu sucessor? 
MAURO BERTOLI - Finalizo meu terceiro mandato como presidente do Legislativo, neste biênio 2017/2018, com muita tranquilidade, com a Câmara totalmente moralizada, com as contas rigorosamente em dia, com um caixa sólido. Uma Câmara que agora tem um prédio totalmente reformado e remodelado, com acessibilidade conforme recomendação do Ministério Público. Hoje, o prédio oferece mais conforto para vereadores, servidores e ao público que procura o Legislativo para assistir às sessões ou em busca de atendimento dos vereadores.Entrego uma câmara onde todos os funcionários que tinham direito receberam os seus avanços dentro dos direitos adquiridos ao longo dos anos, com salários em dia, décimo terceiro pago e compromissos em dia com fornecedores.

TN – Como o sr. deixou as finanças do Legislativo para seu sucessor?
BERTOLI – Em termos de finanças, deixei a Câmara de Apucarana com todos os compromissos rigorosamente em dia, com todas as contas pagas. Como a lei determina que o caixa do Legislativo tem que ser zerado até 31 de dezembro, assim o fizemos repassando ao Poder Executivo as sobras do exercício de 2018, num montante superior a R$ 2,8 milhões, apesar de termos pago a reforma da Casa e investido em equipamentos.Nesses dois anos no comando da Câmara devolvemos ao Executivo mais de R$ 5,3 milhões. Além disso, fizemos a devolução à Prefeitura de dois veículos usados, um Prisma e um Astra, que estavam em excesso na Câmara. Entreguei a parte financeira sem nenhum problema ao futuro presidente Molina. Entreguei a presidência com a sensação de dever cumprido. Isso foi possível graças ao empenho de toda a mesa executiva, dos demais vereadores e de todos os servidores desta Casa. Isso foi possível graças à economia que fizemos, a uma administração pautada na ética, na seriedade e na transparência. 

TN – O sr. diz que modernizou o ambiente interno da Câmara. O que foi feito?
BERTOLI – Na reforma da Câmara, que inclui a implantação de acessibilidade para portadores de deficiências físicas, também adquirimos novos mobiliários, novos computadores para uso administrativo e investimos na informatização do Plenário com a aquisição de notebooks para os vereadores utilizarem durante as sessões. Também investimos no setor de tecnologia e informática da Câmara, melhorando desta forma o trabalho dos servidores da Casa, principalmente junto ao Tribunal de Contas do Paraná e órgãos da União.

TN – Com relação aos trabalhos do Legislativo, o que pode dizer da sua atuação como presidente?
BERTOLI – Pois é. A reforma da Câmara, a sua modernização e o controle das finanças foram alguns dos destaques da nossa gestão. Mas o ponto mais importante e que eu mais valorizo é que conseguimos terminar o mandato com uma câmara de vereadores moralizada, mantendo acima de tudo o respeito do Poder Legislativo perante a sociedade de Apucarana. A Câmara de Apucarana é hoje um poder legislativo que a população respeita. Temos também até relatos de servidores dizendo que no nosso mandato de presidente foi um orgulho estar trabalhando na Câmara.

TN – Como foi o trabalho legislativo em plenário nesses dois anos?
BERTOLI – Neste período procuramos desenvolver um trabalho democrático, respeitando os companheiros em plenário, uma vez que num parlamento é assim mesmo, todos têm direito de manifestar sua opinião sobre determinado projeto ou tema em discussão. E toda opinião tem que ser respeitada, foi o que fizemos.Além de aprovarmos centenas de requerimentos e dezenas de leis dos colegas vereadores, aprovamos centenas de leis do Poder Executivo em sessões ordinárias e extraordinárias. Como representantes do povo, procuramos dar suporte total à gestão do prefeito Beto Preto no sentido de fazer o melhor para Apucarana. Resultado disso é que o prefeito pode fazer uma grande gestão. O prefeito não perdeu nenhum recurso estadual ou federal por causa da Câmara.

TN – O sr. relata que deixou uma câmara modernizada, saneada e moralizada. Como foi possível isso?
BERTOLI – Em primeiro lugar porque pude contar com o apoio de todos os colegas vereadores. Mas acima de tudo valorizando todos os servidores da Casa, tanto os efetivos como os comissionados. No caso dos efetivos, demos a eles toda autonomia para conduzir os trabalhos do ponto de vista administrativo e tecnológico e no auxílio aos vereadores na elaboração de seus projetos, requerimentos e indicações. Ao mesmo tempo, cobramos dos servidores efetivos agilidade e resultados e tivemos de todos eles o retorno esperado.

TN – Agora, o sr. fica sem cargo algum na Câmara. O que tem a dizer a mais nesta sua saída da presidência?
BERTOLI - Agradeço a todos os vereadores pela parceria, por tudo o que realizamos juntos nesses dois anos e principalmente à minha assessoria que esteve ao meu lado me ajudando e me auxiliando para que todo trabalho fosse realizado sempre da melhor forma possível. Todos não mediram esforços para que cumpríssemos nossas metas. Vou continuar meu trabalho, vou continuar me doando ao máximo pela cidade e pela população, agora ao lado do futuro prefeito Júnior de Femac, que deverá assumir em breve a Prefeitura. Tenho certeza que ele fará uma brilhante administração e dará continuidade à gestão do prefeito Beto Preto.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber