Apucarana

Primeiras indústrias pleiteiam expansão junto à “Cidade Industrial”

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Primeiras indústrias pleiteiam expansão junto à “Cidade Industrial”
Primeiras indústrias pleiteiam expansão junto à “Cidade Industrial”

Nove indústrias, sendo oito do setor de confecções e uma na área de fabricação de máquinas e equipamentos para a agricultura e a pecuária, já têm parecer favorável da Comissão Municipal de Desenvolvimento Econômico (CMDE) para se instalarem no Parque Industrial da Juruba. O próximo passo agora é conquistarem autorização dos vereadores para terem acesso à alienação dos imóveis e à concessão de incentivos previstos no Programa de Desenvolvimento Econômico de Apucarana (Prodea), regido pela Lei Municipal nº 009/2002. 

continua após publicidade

“Os pedidos de instalação, visando expansão de suas atividades econômicas no município, foram encaminhados nesta semana para a Câmara de Vereadores e devem ser votadas em sessões extraordinárias convocadas para estes dias 19, 22 e 23 de outubro, ou seja, para esta sexta-feira, segunda e terça-feira da próxima semana”, informa Edson Estrope, secretário Municipal da Indústria e Comércio.

Com “conceito de cidade industrial”, Estrope lembra que o parque está sendo implantado pela Prefeitura de Apucarana em um terreno de 23 alqueires junto à BR-376, na região Sul de Apucarana, saída para Curitiba. De acordo com os pedidos de autorização formulados e enviados à Casa de Leis, os nove empreendimentos juntos vão investir pelo menos R$5 milhões em construção de suas novas plantas industriais, ocupando áreas que vão de 1.323,97 metros quadrados a 3,5 mil metros quadrados, totalizando 17.045,10 metros quadrados de ocupação. 

continua após publicidade

“São indústrias que intencionam investimentos estruturais iniciais entre R$180 mil e R$1.850.000,00”, relata Estrope. O faturamento anual do primeiro lote de empresas totaliza R$31,5 milhões. “São empresas de vários portes, que declararam faturar entre R$900 mil e R$12 milhões por ano”, conta o secretário.

A expectativa é de que pelo menos 200 empregos diretos sejam gerados inicialmente pelas empresas: AN 4 Jeans; Isaias A de Oliveira – Confecção; V.S. Indústria e Comércio de Confecções Ltda.; Braforte Indústria e Comércio de Tecidos e Confecções; Rhinosize Confecções Ltda; Ramos Indústria e Comércio de Confecções; WE Confecções e Comércio de Bonés Ltda.; Dedike Equipamentos Ltda; e Universo do Rock Ltda..

Com área total de 556 mil metros quadrados, o terreno do Parque Industrial da Juruba/Cidade Industrial de Apucarana, fazia parte da antiga Fazenda Juruba, e é apontado como o principal projeto para a expansão industrial do Município. “Contará com rede de água, esgoto, energia elétrica compatível com atividades industriais, rede telefônica e de fibra ótica, iluminação e pavimentação asfáltica”, lembra o prefeito Beto Preto (PSD).

A primeira etapa do empreendimento, projetado para um total de 237 lotes com áreas entre mil e dois mil metros quadrados, prevê a liberação de 31 lotes já para o início do próximo ano. “Contratamos uma empreiteira especializada para dar forma a esta estruturação”, detalha o prefeito Beto Preto. O investimento é na ordem de R$ 535.623,98, com recursos do próprio município e a responsável pelo trabalho é a Romo Pavimentadora Ltda. Já a estimativa da prefeitura para a estruturação completa do parque – que será feita em quatro etapas – é de que serão necessários cerca de R$10 milhões.

Tags relacionadas: #Apucarana