Facebook Img Logo
Mais lidas
Apucarana

“Praça do Redondo” ganha ponto de comercialização da Economia Solidária

.

“Mulheres solidárias” inauguram espaço gastronômico nesta terça em Apucarana - Foto - Divulgação
“Mulheres solidárias” inauguram espaço gastronômico nesta terça em Apucarana - Foto - Divulgação

A Rede Mulher de Gastronomia, empreendimento solidário formatado dentro da Rede de Mulheres Solidárias do Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino da Secretaria da Mulher e Assuntos da Família da Prefeitura de Apucarana, inaugurou nesta terça-feira (27/03), em uma banca de jornal que estava desativada da Praça Interventor Manoel Ribas (Praça do Redondo) seu ponto fixo de comercialização. 

O local, cedido pela prefeitura, foi adaptado à proposta do empreendimento que conta com 50 mulheres que se dedicam à produção de pães, massas, doces, bolachas, bolos e salgados para festas e lanchonetes, além de geléias, produtos a base de biomassa de banana, linha fit, café em pó, hortifruti orgânicos, entre outros. 

O empreendimento, que vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 19 horas, e nos sábados de acordo com o horário do comércio, será administrado no sistema de auto-gestão pelas próprias mulheres solidárias, sob supervisão da Secretaria da Mulher. 

“Muitas vezes não nos damos conta, mas Apucarana é um nome próprio feminino e não tenho dúvidas de que é de onde vem sua força. A inauguração deste ponto central é ainda mais simbólico, pois representa o desejo do prefeito Beto Preto desde o dia em que assumiu a prefeitura, em janeiro de 2013, que é o de empoderar e colocar o protagonismo, a força da mulher apucaranense em destaque”, assinalou o vice-prefeito Júnior da Femac, que no ato representou o prefeito Beto Preto. “Passados seis anos, o programa cuja missão de desenvolver foi dado à secretária Denise, hoje está consolidado e referenciado em todo o Brasil, já tendo capacitado mais de 600 mulheres”, frisou o vice-prefeito.

A solenidade de inauguração do ponto, que teve o design de interior feito gratuitamente pela profissional Eliane Prado, contou ainda com a presença da secretária da Mulher Denise Canesin Moisés Machado, da coordenadora do programa Bete Berton, secretários municipais Marcello Augusto Machado (Fazenda) e Jossuela Pinheiro (Esportes e Juventude) e parceiros da iniciativa, com destaque ao presidente do Centro de Apoio Social ao Adolescente (C.A.S.A.), Altair Ferreira Ribeiro.

 “Dentro do projeto de economia solidária são desenvolvidos diversos empreendimentos, sendo que um deles é o de gastronomia. Trata-se de uma iniciativa restauradora de vidas, que tem todo o apoio da gestão Beto Preto e do vice-prefeito Júnior da Femac, que são gestores sensíveis às causas das mulheres. Esta é, sem dúvidas, uma política pública que deu muito certo em Apucarana e já possibilitou a emancipação financeira de diversas mulheres, sendo os benefícios não só delas, mas extensivos a toda família”, destacou Denise Canesin. 


Com relação ao ponto de comercialização, Denise frisou que é mais uma opção de alimentação saudável para a população. “O grupo solidário oferece produtos de qualidade com preços especiais e tem o know-how de ter sido apontado entre os 10 melhores projetos de mulheres empreendedoras do Brasil no final de setembro do ano passado, em São Paulo, durante o 5ª Prêmio de Incentivo ao Empreendedorismo Feminino”, lembrou a secretária. 

Uma realização do Instituto Consulado da Mulher e idealizado pela marca de eletrodomésticos Consul, o prêmio apóia mulheres que sonham em empreender ou ampliar seus negócios. Além do reconhecimento, as vencedoras ganharam dois anos de assessoria do Consulado da Mulher na gestão do negócio, eletrodomésticos Consul para aumento da produção e R$10 mil para investimento na infraestrutura do empreendimento.

A coordenadora do programa de Economia Solidária em Apucarana, Bete Berton, salientou que a Rede Mulher de Gastronomia tem como instituição parceira o Centro de Apoio Social ao Adolescente (C.A.S.A.), que colocou à disposição sua cozinha para uso das empreendedoras na fase de manipulação e pré-preparo. 

“Além da parceria com o C.A.S.A., a cozinha experimental do Centro de Oficinas da Mulher também acolhe o empreendimento solidário de gastronomia no pré-preparo”, completou Berton. Ela também falou do apoio dado pelo prefeito à iniciativa e da expansão do projeto. “Temos um gestor municipal que a partir de seu gabinete dá todo o suporte possível para que as coisas aconteçam e hoje temos uma economia solidária que ganhou a simpatia da sociedade, com todos os produtos tendo uma aceitação fantástica”, concluiu Berton.

Em nome do grupo, a empreendedora solidária Sueli Silva Paulo agradeceu à administração municipal pela oportunidade. “É para todas nós um orgulho fazer parte deste programa. Agradecemos à secretária Denise, à coordenadora Bete Berton, prefeito Beto Preto e vice Júnior, por este espaço central, onde muitas pessoas vão poder conhecer nossos produtos, degustar, levar para casa. Espero que mais espaços como estes possam ser abertos pela prefeitura e que muitas outras mulheres também se interessem em participar deste programa”, disse Sueli.

Serviço - Mulheres interessadas em fazer parte da rede de economia solidária da Prefeitura de Apucarana devem procurar o Espaço Mulher da Rua Osvaldo Cruz, 432 (ao lado da Casa da Gestante). Mais detalhes podem ser obtidos também pelo telefone 3122-0457 ou ainda através da rede social no endereço https://www.facebook.com/rededemulheresecosol.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber