Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Palestra em Apucarana foca o autismo

.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo, comemorado no dia 2 de abril, a exemplo de anos anteriores, está sendo marcado por uma extensa programação preparada pela Autarquia Municipal de Educação. Eventos e debates do tema estão a cargo do Centro de Apoio Multiprofissional ao Escolar, com a proposta de ampliar a discussão junto aos apucaranenses.

A palestra “Tudo o que eu posso ser: autismo e superação” abriu o calendário, na noite de ontem (20), no auditório Gralha Azul, da Universidade Estadual do Paraná (Unespar/Fecea). Ela foi proferida pelo jovem autista Nicolas Brito Sales e pelos pais dele, Anita Brito e Alexsander Sales.

A família abordou as últimas descobertas científicas feitas sobre o transtorno e narrou a trajetória de Nicolas, que foi diagnosticado com autismo aos cinco anos de idade, começou a desenvolver a fala aos doze anos, completou o ensino médio em escola regular e atualmente trabalha como palestrante, escritor e fotógrafo free-lance.

“São cerca de dois milhões de autistas no Brasil. Por mais leve que o transtorno seja, ele traz dificuldades para a pessoa. O que os professores devem entender é que precisamos respeitar as particularidades de cada caso e trabalhar as competências individuais dos alunos,” afirmou Anita Brito, que é doutoranda na Universidade de São Paulo (USP) e realiza estudos sobre o Transtorno do Espectro Autista.

“Eu consegui me formar no ensino médio e fui o orador da turma. A escola me ajudou muito, pois eles faziam alterações inclusivas. Eu podia, por exemplo, sair da sala de aula e esperar na secretaria até que a minha ansiedade passasse. A professora também usava a imagem do Super Mario, que eu adoro, para me fazer entender o conjunto de ossos do corpo humano,” explicou Nicolas.

APOIO PEDAGÓGICO – A rede municipal de educação está atendendo esse ano a 26 alunos diagnosticados com autismo. “Cada um deles recebe o apoio pedagógico e a adaptação curricular que necessita para desenvolver ao máximo o seu potencial,” informou a secretária municipal de Educação, Marli Fernandes.

O prefeito Beto Preto acompanhou a palestra ao lado do assessor parlamentar Arilson Chioratto. Ele comentou que, quando se formou médico, há 24 anos, pouco se falava sobre esse transtorno. “Fico feliz de perceber que a sociedade mudou e que hoje nós temos diagnósticos diferenciados e apoio multiprofissional para diminuir o sofrimento e melhorar a qualidade de vida das famílias que convivem com o autismo,” avaliou o gestor municipal.

Também prestigiaram o evento, a coordenadora do Centro de Apoio Multiprofissional ao Escolar, Léia Sofia Viale; a coordenadora do Departamento de Educação Especial do Núcleo Regional de Educação, Kátia Regina Martins; e a presidente da Associação dos Amigos do Autista, Flávia Ribeiro dos Santos.

A programação de conscientização sobre o autismo prossegue até o dia 7 de abril. O encerramento será feito com uma caminhada que começará, às 9 horas, na Praça Rui Barbosa, e terá como destino o Ginásio de Esportes Lagoão.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber