Facebook Img Logo
Mais lidas
Apucarana

Residências Médica e Multiprofissional da Autarquia de Saúde entram no 3º ano

.

Trinta e um profissionais participaram hoje da aula inaugural (Foto – Profeta)
Trinta e um profissionais participaram hoje da aula inaugural (Foto – Profeta)

Trinta e um profissionais participaram hoje, no polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), da aula inaugural da 3ª turma da Residência Multiprofissional e 1ª turma da Residência Médica nas especialidades de Dermatologia e Medicina da Família e Comunidade, da Autarquia Municipal de Saúde (AMS).

A 3ª turma da Residência Multiprofissional conta com 27 residentes. São profissionais de enfermagem, educação física, fisioterapia, nutrição, odontologia, psicologia e serviço social, distribuídos entre os programas de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/ Saúde da Família (18), Residência Multiprofissional em Saúde Mental (6); e Residência em Enfermagem Obstétrica (3).

A primeira turma da Residência Médica em Dermatologia e Medicina da Família e Comunidade é formada por quatro profissionais, dois em cada especialidade. Correspondendo a uma pós-graduação, o curso para todas as áreas profissionais são por um período de 2 anos, com exceção do de dermatologia, que tem duração de 3 anos. Os residentes têm direito a uma bolsa/remuneração mensal de R$ 3.330,43, paga pelo Ministério da Saúde.

A palestra da aula inaugural foi proferida pelo coordenador da Comissão de Residência Médica, Odarlone Orente, que abordou o tema “Sistema Internacional de Saúde e a similaridade com o SUS”.

Dos 31 novos residentes, 15 são de outras cidades e mesmo de outros estados, como é o caso de Marta Silva de Araújo, de Natal, no Rio Grande de Norte. Graduada no curso de nutrição pela Universidade Federal do Rio Grande de Norte, ela encontrou no Programa de Residência da AMS a oportunidade de especialização que vinha buscando em outras regiões. “Minha expectativa é das melhores possíveis neste curso de residência, especialmente porque gosto muito de atuar na atenção básica da saúde”, observou Marta.

O prefeito Beto Preto lembrou que a vontade e esforço para trazer os programas de residência para a Autarquia de Saúde visou, principalmente, fortalecer a formação profissional e criar condições para um número maior de especialistas atuarem na construção do sistema público de saúde.

“As residências médica e multiprofissional são ações que criamos, junto com os ministérios da Saúde e da Educação, para ampliar os serviços de oferta de trabalho junto às comunidades de Apucarana”, disse Beto Preto na solenidade que deu início ao ano letivo dos cursos de residência.

As “residências”, conforme observou Beto Preto, são programas oficiais que Apucarana tem o privilégio de desenvolver na sua rede pública de saúde. “Com isso estamos alavancando a formação de profissionais para o SUS, que hoje é uma necessidade de todos os municípios. Acredito neste processo, que vai, com certeza, fazer o nosso atendimento aos cidadãos e cidadãs de Apucarana avançar um pouco mais”, afirmou o prefeito.

Reforço na oferta de serviços

e na qualidade do atendimento

O diretor presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Roberto Kaneta, fez uma retrospectiva, lembrando que o credenciamento dos programas de Residência Médica e Multiprofissional junto ao governo federal foi oficializado em 2015. Em 2016, acrescentou Kaneta, 27 profissionais na Residência Multiprofissional e um na Médica iniciaram o curso de dois anos, com carga horária de 60 horas semanais, sendo 48 horas de trabalho de campo e 12 horas de estudos.

“Em 2017, outros 27 residentes se somaram a primeira turma, representando um importante reforço à equipe profissional da saúde do município. E hoje, um mês após realizar a primeira formatura dos programas de residência multiprofissional e médica, a Autarquia de Saúde inicia oficialmente as aulas para 31 novos residentes”, complementou Kaneta.

Todos os residentes atuam na rede pública de saúde como Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na Autarquia Municipal de Saúde, Cisvir, Hospital da Providência e Hospital Materno Infantil.

A coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional (COREMU), Francieli Nogueira Smanioto, deu as boas vindas aos novos residentes. “Muito se avançou nestes dois anos de residência, graças ao suporte que nos foi dado nas esferas dos governos municipal e federal. Muito importante também é que a comunidade, de uma maneira geral, tem recebido os residentes de braços abertos. Além do aumento no número de atendimentos, a atuação desses profissionais representou uma melhora significativa na qualidade serviços da rede pública de saúde”, enfatizou Francieli.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber