Apucarana

Após 4 meses, Polícia Civil localiza travesti de Apucarana que estava desaparecido

Da Redação ·
​Rafael do Nascimento, de 26 anos, que atende por "Rafaela", estava em Praia Grande - Imagem - Reprodução
​Rafael do Nascimento, de 26 anos, que atende por "Rafaela", estava em Praia Grande - Imagem - Reprodução

Rafael do Nascimento, de 26 anos, que atende por "Rafaela", foi localizada ontem (28) após trabalho intensivo da Polícia Civil de Apucarana.

continua após publicidade

O travesti foi encaminhado por investigadores à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para prestar esclarecimentos logo após desembarcar de um ônibus oriundo do Estado de São Paulo. 

Rafaela contou à polícia que foi junto com uma amiga chamada Carol para Praia Grande, no litoral de São Paulo, e ficou lá durante os últimos quatro meses. "Fui voluntariamente passear o final de ano na praia em SP e não sabia como ligar para avisar a minha família", justificou o travesti.

continua após publicidade

Após ser ouvido, ele foi 'entregue' para seus familiares, conforme afirmou o delegado José Aparecido Jacovós. "Antes de sumir, o Rafael, que agora é Rafaela, teve a perna quebrada por traficantes do Parque Bela Vista que mataram um casal e jogaram em um poço e ficou internado por algum tempo. Por conta disso, a família ficou preocupada e chegou até a criticar a polícia, mas fizemos o nosso trabalho e o caso está esclarecido", disse o delegado.

Após ter o filho localizado, a mãe de Rafaela,  Lucimara  Nascimento, elogiou o trabalho da polícia. "