Mais lidas
Apucarana

Autorizada cessão de área do 30º Bimec para conclusão de trincheira na BR-376

.

Parte da trincheira (retorno) está pronta e, a partir de agora, a CCR-RodoNorte poderá concluir as obras (Foto: Profeta)
Parte da trincheira (retorno) está pronta e, a partir de agora, a CCR-RodoNorte poderá concluir as obras (Foto: Profeta)

O comandante do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizada, tenente-coronel, José Luis Barbosa Deina informou na tarde de ontem ao prefeito em exercício, Sebastião Ferreira Martins Junior, que recebeu o comunicado oficial do Ministério do Exército autorizando a doação de uma faixa de terras, para viabilizar a construção de uma trincheira de retorno, na BR-376.

Desde 2015, quando foram iniciadas as obras de duplicação da Rodovia do Café (BR-376), no trecho de 11 quilômetros, autoridades, empresários, trabalhadores e também o comando do 30º Bimec exigiam mudanças no projeto original da concessionária CRR/RodoNorte.

“Participamos dessa luta junto com o prefeito Beto Preto, o comando do 30º Bimec e os industriais do parque sul, por que era indispensável a construção de um retorno em desnível (trincheira) junto ao quartel do Exército”, comentou ontem o prefeito em exercício Junior da Femac. Conforme recorda ele, o prefeito Beto Preto tratou desta questão em reunião com os engenheiros do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e diretores da CCR-RodoNorte.

De acordo com o que havia sido anunciado anteriormente pela própria concessionária, os veículos que viessem no sentido de Maringá ou do Parque Industrial Sul, para voltar à cidade de Apucarana – pela BR-376 – teriam que percorrer cerca de 5 km até um retorno na Vila Reis, junto ao acesso do aeroporto. Ocorre que antes da construção do viaduto – na altura da Pedreira Brasil -, essa manobra era realizada por meio de uma rotatória.

Foi por esta razão que houve uma grande mobilização para a construção de um retorno em desnível, junto ao 30º Bimec. “Trata-se de uma trincheira que resolve o problema que havia sido detectado por representantes de empresas da região, incluindo a Pedreira Brasil, Caramuru, Paranatex e Cocamar, além do 30º Bimec”, avalia Junior da Femac.

O documento que autoriza a cessão de área do Exército Brasileiro está sendo encaminhado agora pelo tenente coronel Deina à diretoria da CCR/RodoNorte. “Vale lembrar que boa parte da trincheira, incluindo a passagem subterrânea já está pronta e restará a conclusão das alças de acesso para a conclusão do retorno”, assinala Junior.

 

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber