Mais lidas
Apucarana

Procura por vacina contra febre amarela aumenta 532% em um mês

.

Professor Donizete Balthazar Carvalho procurou ontem pela vacina em Apucarana | Foto: TNOnline
Professor Donizete Balthazar Carvalho procurou ontem pela vacina em Apucarana | Foto: TNOnline

A procura pela vacina contra a febre amarela disparou em Apucarana (norte do Paraná) em janeiro. O número de pessoas imunizadas contra a doença aumentou 532% em comparação a dezembro de 2017. Segundo a Autarquia Municipal de Saúde (AMS), 161 pessoas foram vacinadas no último mês do ano passado. Agora em janeiro, foram 1.018.O aumento da procura pelas doses é reflexo da mobilização da Autarquia de Saúde para vacinar a população e também por conta dos casos da doença em outros estados, principalmente São Paulo e Minas Gerais. 

Como o carnaval está chegando, muitas pessoas que vão viajar também estão ‘correndo’ para se imunizar. A vacina tem efeito após dez dias. O Brasil registrou 213 casos de febre amarela, sendo que 81 vieram a óbito, no período de 1º julho de 2017 a 30 de janeiro deste ano. Na quarta-feira, Curitiba confirmou o primeiro caso da doença. A paciente contraiu a doença no interior de São Paulo. No Paraná, o último caso de febre amarela autóctone (contraído no Estado) foi confirmado em 2008, em Laranjal, na região central do Estado. 

O supervisor de vendas Alex Resende, de 51 anos, recebeu a vacina ontem na Unidade Básica de Saúde (UBS) Romeu Milani, na Rua Oswaldo Cruz, no centro. Ele viaja frequentemente para São Paulo e Minas Gerais, estados em que a incidência da doença é maior. “Melhor prevenir e ficar com a vacina em dia. Não se pode brincar com a saúde”, ressalta. Na fila do mesmo posto de saúde estava o professor de Matemática e Física, Donizete Balthazar Carvalho, 58, que também foi tomar a vacina contra a febre amarela. 

“Vim tomar por desencargo de consciência, pois não lembro quando foi a última vez que vacinei contra essa doença. Minha filha, que é da área da saúde, já tomou, e minha esposa, por causa da idade, precisa de um laudo médico”, conta. Segundo o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Roberto Kaneta, o aumento da vacinação se deve à campanha lançada no começo deste ano. 

"A vacina está à disposição da população e os lotes serão repostos de acordo com a demanda”, comenta. Conforme recomendação do Ministério da Saúde, pode tomar a vacina contra a febre amarela crianças a partir de 9 meses e adultos de até 59 anos. No caso dos idosos com 60 anos ou mais, é preciso avaliação médica. 

“As 22 UBS com sala de vacinação estão com vacina contra febre amarela. A dose é única, garantindo proteção para o resto da vida”, afirma Kaneta. É importante ressaltar, segundo Kaneta, que quem recebeu uma ou mais doses da vacina em qualquer fase da vida já está imunizado. “Em caso de dúvida, leve a carteirinha e mostre para um profissional da saúde que ele vai orientar”, finaliza.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber