Apucarana

PM prende garota de programa com 27 pedras de crack escondidas na genitália

Da Redação ·
Crack, a "pedra da desgraça" - Foto: TNONLINE
Crack, a "pedra da desgraça" - Foto: TNONLINE

Policiais militares da equipe que realiza patrulhamento com motocicletas prenderam, às 22h05 de quarta-feira (24), uma mulher em flagrante sob suspeição de tráfico de drogas na Rua Rio Grande do Sul, nas cercanias da Mela e da Rodoviária, no Jardim Apucarana, na zona norte da cidade. Com ele a PM apreendeu 27 pedras de crack, embaladas e prontas para comercialização.

continua após publicidade

Amanda Cristina Correa, 26 anos, foi abordada depois que a PM recebeu denúncia dando conta que uma garota de programa estaria traficando entorpecentes no local. O denunciante detalhou ainda que a suspeita escondia a droga nas partes íntimas.

Ponto de travestis e prostitutas
Após receber a denúncia, policiais militares realizavam patrulhamento no local, que é frequentado à noite por prostitutas e travestis, quando se deparou com Amanda encostada no muro. Ela demonstrou nervosismo com a aproximação dos policiais e confirmou as suspeitas.

continua após publicidade

Droga na genitália
A mulher foi abordada e revistada por uma policial militar dentro do banheiro de um posto de combustível nas proximidades e em sua genitália a PM localizou um pacote plástico contendo 27 pedras de crack. A ação contou com apoio da equipe do canil.

Ela foi detida e levada junto com a droga à Décima Sétima Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais. De acordo com a PM, Amanda, que já foi condenada anteriormente pelo crime de tráfico de drogas, revelou que a droga lhe foi repassada por um traficante do Parque Bela Vista e que vendida cada pedra de crack por R$ 10.