Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Municipalização garante mais eficiência na manutenção da iluminação pública

.

A Prefeitura de Apucarana assumiu os serviços de manutenção da iluminação pública em junho de 2016 e agilizou o atendimento das demandas. Das 10.666 solicitações feitas até dezembro do ano passado, 4.966 (46,6%) foram atendidas no mesmo dia, outras 2.992 (28,1%) no prazo de um dia e 1.003 (9,4%) em 48 horas. O balanço foi apresentado nesta semana pela prefeitura. Alvo de muitas reclamações antes da mudança, a área gera atualmente raras queixas da população.

O prefeito de Apucarana, Beto Preto (PSD), comemora os resultados, diante de um cenário de incertezas e que transformou a gestão da iluminação pública em grande desafio para as prefeituras. “Além da resolução normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que transferia ao Município os ativos da iluminação pública, havia um movimento dos municípios no sentido de assumir o serviço”, lembra Beto Preto.

Após estudos capitaneados pelo Instituto de Desenvolvimento Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), a Prefeitura de Apucarana decidiu pela municipalização, feita através da terceirização do serviço. E, depois do processo licitatório, foi assinado em junho de 2016 contrato com a Tecnoluz Eletricidade Ltda, empresa que passou a operacionalizar a troca de lâmpadas e outros reparos em cerca de 18 mil pontos de luz, localizados em ruas, avenidas e logradouros.

Beto Preto afirma que o Município impôs no edital e, consequentemente, no contrato uma série de condições que garantiram agilidade e qualidade na prestação do serviço. “Enquanto o tempo máximo estipulado para o atendimento, na maioria das cidades que optaram pela terceirização, era de 72 horas, em Apucarana estabelecemos que isso deveria acontecer em até 48 horas”, compara Beto Preto.

O prefeito de Apucarana frisa que o serviço vem atingindo nível de excelência e a maioria dos atendimentos é feito em prazo ainda menor. “Com todo o trabalho de acompanhamento e de fiscalização que é feito pelo Idepplan, estamos conseguindo atender a maioria das solicitações no mesmo dia ou em 24 horas, que é um prazo bem inferior ao estabelecido em contrato”, ressalta Beto Preto.

O engenheiro eletricista Lafayete Luz, diretor-presidente do Idepplan, cita ainda outras exigências previstas em contrato como diferencial. “Em caso de solicitação de emergência, em ponto localizado nas proximidades de um hospital, por exemplo, o prazo é de 12 horas. Além disso, a empresa tem um serviço de pós-atendimento, no qual ela liga para quem fez a solicitação e verifica o índice de satisfação do munícipe”, completa Lafayete.

Há, entretanto, situações que levam mais de 48 horas para serem resolvidas e que fogem da dinâmica de atendimento estabelecida. “Isso pode acontecer em períodos de chuva como verificado atualmente, locais de difícil acesso ou por precariedade nas informações repassadas pelo solicitante”, cita Lafayete.

Avaliação em tempo real
A Prefeitura tem acesso ao sistema da empresa contratada e pode acompanhar em tempo real o atendimento dos pedidos. “Temos uma interface com o call center da Tecnoluz, podendo acompanhar todo o protocolo, desde a inserção dos dados passados pela pessoa que telefonou, o relato do problema e os passos dados até a finalização do atendimento”, explica Lafayete. Semanalmente, o Idepplan também verifica a veracidade dos relatórios que são gerados pela empresa. 

“Após a planilha indicar que o atendimento foi encerrado, pegamos uma amostragem e ligamos para os solicitantes para checar se o atendimento foi realmente realizado”, esclarece.Com todo o trabalho de fiscalização e os dispositivos contratuais, o número de reclamações é muito reduzido diante da quantidade de atendimentos feitos no período. “Recebemos somente de duas a três reclamações por mês, o que indica que o serviço é bem executado e, por conseqüência, bem avaliado pela população”, constata o diretor-presidente do Idepplan.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber