Facebook Img Logo
Mais lidas
Apucarana

Número de mortes aumenta no trânsito de Apucarana e Arapongas

.

Número de mortes aumentou no trânsito de Apucarana e Arapongas - Foto: Tribuna do Norte
Número de mortes aumentou no trânsito de Apucarana e Arapongas - Foto: Tribuna do Norte

O ano de 2017 registrou menos acidentes de trânsito em Apucarana e Arapongas. Os dados, divulgados pela Polícia Militar (PM) das duas cidades e também Guarda Municipal araponguense, apontam que, apesar da redução, o número de vítimas fatais aumentou. No caso de Apucarana, a PM afirma que não é possível fazer uma comparação direta com o ano de 2016, visto que a metodologia de coleta de dados foi distinta. Chama atenção ainda o aumento do número de menores flagrados dirigindo.

O índice de acidentes de trânsito, somando as duas cidades, caiu 7,1% em 2017, no comparativo com 2016. A maior queda aconteceu em Apucarana, que havia registrado 975 acidentes em 2016 e, no ano seguinte, contabilizou 896, uma redução de 8,1%. Em Arapongas, o número de acidentes passou de 982 em 2016, para 921 em 2017, gerando uma queda de 6,2%.

Apucarana
Os dados de Apucarana, compilados pelo 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), apontam ainda uma queda de 1,7% no número de feridos em acidentes de trânsito, passando de 415 para 408. Houve redução também no número de atropelamentos. Foram 45 em 2016 e 42 no ano seguinte, redução de 6,7%.

“O aumento da fiscalização da PM no trânsito apucaranense se reflete nesses números. Tivemos, ao longo de 2017, um aumento no número de policiais e também de viaturas nas ruas. Com o efetivo maior, mais ações podem ser realizadas na cidade, coibindo os excessos e contribuindo para a queda nos números”, explica o capitão Vilson Laurentino da Silva, do 10º BPM.

Arapongas
Em Arapongas, os feridos do trânsito também caíram. Foram 527 em 2016, contra 519 em 2017, redução de 1,5%. Já os atropelamentos aumentaram 18,7%, passando de 32 para 38 casos registrados. Os dados são da Força Integrada de Segurança de Arapongas, que une PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Conselho Comunitário de Segurança.Já com relação aos óbitos no trânsito, houve aumento. 

Mortes
Os registros da PM de Apucarana apontam que duas pessoas perderam a vida em 2016. Já em 2017 foram sete. No entanto, a PM aponta que não é possível realizar comparativo por conta da mudança na metodologia empregada. “Em 2016, contávamos somente os casos em que o policial ia ao local do acidente e constatava o óbito. Já em 2017, o dado está mais fidedigno, pois estão computados os óbitos que ocorrem também após o fato, como óbitos em hospitais, por exemplo”, afirma o capitão Vilson.

Em Arapongas, os óbitos passaram de seis em 2016 para dez em 2017. Entre estes 10 óbitos, três envolveram condutores sem habilitação e um teve o envolvimento de um condutor embriagado. É importante frisar que, em ambas as cidades, os números não abrangem os perímetros urbanos de rodovias (como as avenidas Minas Gerais e Governador Roberto da Silveira, em Apucarana, e a Avenida Maracanã, em Arapongas), que são de competência da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Menores ao volante preocupam
O comandante da 7ª Companhia Independente da PM de Arapongas, capitão Ademir da Fonseca Júnior, destaca que o trânsito é uma das áreas que vão ganhar maior atenção em 2018.

“O trânsito é um dos pontos que precisamos reforçar em 2018. Vamos focar nesta área ao longo do ano, com foco em reduzir os índices e tornar o trânsito de Arapongas cada vez mais seguro”, afirmou.

Outro dado que chamou atenção nos balanços apresentados nas duas cidades é o aumento do número de menores de idade flagrados dirigindo pelas forças de segurança. Entre um 2016 e 2017, o número de apreensões foi  28,8% maior. 

O maior aumento foi em Arapongas, que havia registrado 15 casos em 2016 e, em 2017, contabilizou 21, uma alta de 40%. Já em Apucarana, foram 44 casos em 2016, contra 55 no ano seguinte, aumento de 25%.

Fonte: Tribuna do Norte - Diário do Paraná


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber