Mais lidas
Apucarana

Apucarana registra 52 assaltos e furtos nos últimos 12 dias

.

Três jovens tentaram assaltar um edifício no centro da cidade na sexta-feira (12). Foto: Sérgio Rodrigo
Três jovens tentaram assaltar um edifício no centro da cidade na sexta-feira (12). Foto: Sérgio Rodrigo

Apucarana encerrou 2017 com queda expressiva no índice de crimes contra o patrimônio. Contudo, 2018 mal começou e 52 ocorrências do tipo já foram registradas no município. Dados coletados junto aos relatórios divulgados pelo 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) apontam 40 furtos e 12 assaltos no período de 1º a 12 de janeiro. 

O crime mais recente aconteceu por volta das 16h30 de na sexta-feira (12) em um prédio na Rua Ponta Grossa. Três jovens invadiram o Edifício Itália e renderam um morador, um amigo e a empregada doméstica. Uma das vítimas disse à PM que os assaltantes aparentavam ter menos de 18 anos e estavam armados com uma faca e uma chave de fenda. Houve luta corporal e um dos bandidos teria ficado ferido. O trio acabou fugindo pela Rua Osvaldo Cruz sem levar nada. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito havia sido preso. 

Na quinta-feira (11), outros dois assaltos mobilizaram a PM. Dois homens armados com revólveres assaltaram o Supermercado Alvorada, na Rua Osvaldo Cruz, no centro da cidade. Funcionários contaram que os bandidos foram até os caixas, pegaram dinheiro e ainda tomaram um celular de uma das vítimas antes de fugir. Mais tarde, a PM prendeu um suspeito no cruzamento na Rua Renê Camargo de Azambuja com a Avenida Curitiba. O outro crime aconteceu na região do Parque da Raposa. Bandidos roubaram uma Fiat Strada após render moradores de um sítio, na Estrada do Schmidt. Um deles foi detido na sequência e o veículo recuperado.

O capitão Vilson Laurentino da Silva, do setor de comunicação do 10º BPM, considera que a criminalidade aumenta nesta época do ano por conta das férias. “O mês de janeiro, historicamente, tem um aumento nos furtos e roubos. Muitos casos ocorrem porque, neste período, empresas fecham em férias coletivas e pessoas vão viajar, deixando suas residências vazias, o que facilita a ação de marginais”, assinala. Silva ressalta que a polícia está reagindo, tanto que na quinta-feira a PM prendeu três envolvidos em assaltos. Os suspeitos também foram identificados como autores de outros crimes praticados na cidade. 

“Estamos fazendo operações diárias para coibir essas ações delituosas. As equipes do setor de inteligência estão diligenciando e levantando os suspeitos e efetuando prisões”, afirma. O capitão ressalta que a população também deve adotar medidas de segurança para evitar a ação de criminosos. “É importante que as pessoas tomem certos cuidados, como a instalação de alarmes, cercas elétricas em casa e nas empresas, e também outras atitudes na rua, como não manusear carteiras com dinheiro para não chamar a atenção”, orienta.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber