Apucarana

Apucarana completa 11 meses consecutivos de saldo positivo na geração de empregos

Da Redação ·
Destaque do mês de novembro foi a construção civil, que gerou quase 100 novos empregos em Apucarana - Foto: Delair Garcia
Destaque do mês de novembro foi a construção civil, que gerou quase 100 novos empregos em Apucarana - Foto: Delair Garcia

Apucarana completou, em novembro, 11 meses seguidos de saldo positivo na criação de empregos. A sequência, que foi iniciada em janeiro, gerou mais de 1,1 mil vagas de trabalho com carteira assinada na cidade, consolidando a retomada de emprego após três anos de queda nos números devido à crise econômica. No somatório dos cinco maiores municípios da região, o mês de novembro se manteve positivo.

continua após publicidade

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e só contabilizam os empregos formais. O município criou, entre janeiro e novembro deste ano, 1.175 novas vagas com carteira assinada. O número é significativo, tendo em vista que, do início da crise econômica brasileira, em 2014, até 2016, os números anuais fecharam negativos.Em três anos, Apucarana perdeu mais de 2,6 mil empregos. No entanto, em apenas 11 meses, 44% desse total já foi recuperado. 

“Esses resultados são fruto de uma política insistente de gerar bons negócios para Apucarana. São os microempreendedores individuais (MEIs) crescendo, as empresas de confecção buscando novos mercados com marcas próprias, o comércio retomando a sua força, grandes empresas se instalando na cidade, enfim, são várias frentes de criação de empregos, todas apoiadas pelo poder público”, aponta o prefeito Beto Preto (PSD).

continua após publicidade

“Acredito que a manutenção de números positivos durante todo o ano, mesmo com alguma oscilação natural, é a prova de que estamos com uma economia em crescimento consolidado. E os resultados devem se manter positivos por conta da instalação de novas empresas, como o frigorífico, que deve gerar 150 novos empregos, e também de novas obras de infraestrutura. O nosso foco é gerar empregos com maior renda na cidade. Para isso, precisamos de uma maior conjugação de forças na cidade”, assinala o prefeito.

Novembro
Em novembro, as cinco cidades da região (Apucarana, Arapongas, Ivaiporã, Jandaia do Sul e Faxinal) tiveram saldo positivo, somando 76 novos empregos. Em Apucarana, o saldo foi de seis novos postos de trabalho, com destaque para a construção civil, que criou 99 vagas. O cargo de servente de obras foi o que mais criou vagas (46), seguido por alimentador de linha de produção (23) e carpinteiro (15).

Arapongas
Em Arapongas, o saldo foi de 59 empregos criados, com destaque para os cargos de alimentador de linha de produção (79 novos empregos), operador de caixa (20) e faxineiro (14). No mesmo período, Ivaiporã criou uma nova vaga de trabalho, Jandaia do Sul criou duas e Faxinal, oito.O Paraná fechou o mês de novembro com saldo positivo de 1.433 empregos. 

continua após publicidade

O saldo positivo foi gerado pela diferença entre 70.300 contratações e 67.749 demissões, representando um crescimento de 0,05% em relação ao mês de outubro. Já o Brasil registrou resultado negativo de empregos em novembro, com uma redução de 12.292 vagas, o equivalente à variação negativa de 0,03% em relação ao estoque do mês anterior. Segundo o Caged, foram registradas 1.111.798 admissões e 1.124.096 demissões no mês passado.


 
 
 

Fonte: Tribuna do Norte - Diário do Paraná