Mais lidas
Apucarana

Rede de Mulheres Solidárias capacita 24ª turma

.

Rede de Mulheres Solidárias capacita 24ª turma - Foto: Profeta
Rede de Mulheres Solidárias capacita 24ª turma - Foto: Profeta

A 24ª turma da Rede de Mulheres Solidárias, do Projeto de Economia Solidária e Protagonismo Feminino, concluiu hoje (1) o curso de capacitação de 20 horas, realizado desde segunda-feira no Polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O encerramento da qualificação foi marcado pela entrega de certificado às 15 novas participantes da rede.

Uma exigência da lei municipal de economia solidária, a capacitação foi ministrada pela supervisora do Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino desenvolvido pela Secretaria Municipal da Mulher e Assuntos da Família (SEMAF), Terezinha Elizabete Berton Pereira. Apucarana é atualmente um dos poucos municípios do país a contar com uma política municipal voltada à economia solidária.

No Paraná, além de Apucarana, possuem leis em vigência apenas São José dos Pinhais, Londrina, Irati e Paranaguá. A lei municipal, sancionada pelo prefeito Beto Preto no final de 2015, está consolidada e já conta com um conselho e um fundo municipal para fomentar o desenvolvimento de iniciativas locais.

O programa que completa três anos neste mês foi criado para ser uma política pública voltada à promoção da autonomia e empoderamento da mulher. “O Projeto de Economia Solidária e Protagonismo Feminino finaliza o ano com 578 mulheres capacitadas. A iniciativa já formou dezenas de empreendimentos solidários nos ramos gastronômicos, artesanatos diversos, confecções, marcenaria, plantas medicinais e ornamentais, beleza e estética, entre outros. Alguns, inclusive, estão formalizados ou em vias de efetivar formalização” informa a secretária da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin Machado.

Além de participação em eventos municipais, a rede de mulheres solidárias possui duas unidades públicas de comercialização, sendo a Unidade I (Espaço Mulher) localizada à rua Dr. Oswaldo Cruz, 432 – Centro, e a Unidade II, no Museu do Café no Distrito do Pirapó, onde iniciou-se um trabalho com o objetivo de integrar a mulher rural ao projeto. Interessadas em fazer parte da rede devem se dirigir ao Espaço Mulher, na Rua Osvaldo Cruz. Mais detalhes podem ser obtidos pelo telefone 3122-0457.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber