Mais lidas
Apucarana

Câmara de Apucarana aprova ampliação do “Terra Forte

.

Câmara de Apucarana aprovou ontem à tarde, durante sessão ordinária, os termos de cooperação entre 77 produtores rurais e o município através do Programa Terra Forte. Agora, estes agricultores receberão da Secretaria Municipal de Agricultura mudas de plantas e insumos para a produção de frutas. Parte destes produtos serão revertidos para a merenda escolar do próprio município.

Os produtores adicionados no projeto já haviam recebido calcário fornecido pelo Programa Terra Forte em agosto deste ano. Entretanto, para efeitos legais, a Câmara precisava convalidar retroativamente os termos de cooperação, o que foi feito nesta sessão.Presente na reunião pública dos vereadores, o prefeito Beto Preto  (PSD) agradeceu a aprovação dos termos de cooperação, ratificando a importância do programa. “O ‘Terra Forte’ é um programa que fornece subsídios e apoia os pequenos produtores, sobretudo aqueles que fazem parte da agricultura familiar, fornecendo insumos e estrutura”.

O mesmo vereador também é autor do projeto que institui o Programa "Escola sem Partido" na rede municipal de Arapongas, que condena a “doutrinação político-ideológica” dos estudantes.  O vereador Rubão fez um pronunciamento rápido antes da votação e minimizou a polêmica do projeto. 

“Falaram que o meu projeto é polêmico, mas podem ter certeza que para defender a nossa família, a família araponguense, vou ser polêmico para sempre”, assinalou. Além do autor da proposta, o vereador Fernando Henrique Oliveira (PSDB) foi o único a se manifestar no plenário. Ele defendeu o projeto e criticou o presidente da APP-Sindicato de Arapongas, professor Márcio Roberto Nogueira Diniz, que emitiu nota contra a proposta. Oliveira disse que a “ideologia de gênero” não obteve os resultados positivos na Noruega, onde foi implantada.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber