Mais lidas
Apucarana

Saúde Pública de Apucarana alerta para casos de câncer bucal

.

Saúde Pública de Apucarana alerta para casos de câncer bucal - Foto: Divulgação/Pofeta
Saúde Pública de Apucarana alerta para casos de câncer bucal - Foto: Divulgação/Pofeta

Além de orientações de higiene, as ações da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana voltadas à saúde bucal visam também a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de boca. Esse trabalho, intensificado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) há mais de um ano, identificou somente em 2017 sete casos de câncer bucal.

“São seis homens e uma mulher, todos com idade acima de 50 anos e fumantes. Portanto, a causa mais provável para o desenvolvimento da doença foi o cigarro”, alerta o dentista Fábio Bianchi, especialista em lesões bucais e integrante da equipe profissional do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Autarquia Municipal de Saúde. “O fumo do narguilé é um fator de risco, tanto quanto o cigarro”, enfatiza Bianchi.

O diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, orienta a população a buscar imediato atendimento odontológico na UBS de seu bairro em caso de identificar alguma lesão na parte interna a boca e lábios. “Esse é o primeiro passo e os casos suspeitos são encaminhados para o nosso centro de especialidades odontológicas para a biópsia. Os pacientes com resultado positivo de câncer bucal iniciam o tratamento especializado, como está acontecendo com as sete pessoas com diagnóstico confirmado neste ano”, afirma Kaneta.

O dentista César Verona, superintendente do Departamento de Odontologia da AMS, enfatiza que o atendimento de pacientes com suspeita de câncer bucal é continuo na rede de atenção básica. “Os dentistas que atuam nas unidades de saúde de Apucarana estão aptos a recepcionar os pacientes e realizar os exames iniciais”, esclarece Verona.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima em torno de 15 mil novos casos de câncer de boca por ano no país e cerca de mil no Paraná. Este tipo de câncer quando diagnosticado precocemente as chances de cura sem sequela passam de 80%.

O principal grupo de risco são homens acima de 40 anos que fumam ou fazem o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. A exposição ao sol sem proteção também é considerado um fator de risco para o câncer de boca. No Paraná, o Inca estima 930 casos por ano em homens e 190 em mulheres.

Primeiros sinais que podem indicar câncer bucal:
Ferida ou aftas na cavidade bucal que não cicatrizam em 15 dias;
Manchas vermelhas ou brancas nas gengivas, língua, lábios, garganta ou revestimento da boca;
Pequenas feridas superficiais que não doem e que podem ou não sangrar;
Irritação, dor na garganta ou sensação que algo está preso na garganta.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber