Mais lidas
Apucarana

Peça teatral, que usa a deficiência física como tema, é apresentada em escolas de Apucarana 

.

Apresentações acontecem nos dias 25 e 26 de outubro (divulgação)
Apresentações acontecem nos dias 25 e 26 de outubro (divulgação)

Apucarana recebe pela primeira vez, nos dias 25 e 26 de outubro, a peça teatral “Um Mundo Para Todo Mundo”, dos produtores Rafael Magaldi e Leandro Borgonha. A peça traz no seu enredo um garoto de dez anos, Peter, interpretado por Magaldi, que contracena com bonecos que possuem algum tipo de deficiência. Os bonecos são manipulados por Borgonha.

Peter é o único habitante do planeta Gelo, que vê na neve a possibilidade de criar um amigo, um boneco de neve e gelo. O boneco ganha vida quando Peter recebe uma tarefa diária da professora Estrela Maior (uma voz que dialoga com ele durante o espetáculo). O boneco de neve torna-se o colaborador de Peter na missão dada pela Estrela Maior, e para iniciar a jornada, ele dá ao garoto uma luneta que permite ver com o coração. Com este presente em mãos e ao lado de seu novo amigo, Peter visitará outros mundos, diferentes do seu, onde aprenderá em cada um, algo sobre si mesmo, sobre o outro e sobre as diferenças.

De acordo com o dramaturgo Leandro Borgonha, a equipe teve cuidado desde a pesquisa até a confecção dos bonecos para tratar o tema da maneira mais fiel possível. "Nossa preocupação era levar o trabalho para onde as crianças estão e propor um teatro com qualidade artística. Para isso, buscamos o auxílio da Unilehu (Universidade Livre para Eficiência Humana), que é uma instituição que trabalha com a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Isso foi fundamental para sabermos de que maneira tratar os mais diversos tipos de deficiência e suas nomenclaturas, procurando um equilíbrio entre o discurso teatral e o tema abordado".

"Nós acreditamos na importância desse trabalho e na função didática que ele possui. Sabemos que ele não acaba quando a peça se encerra, e que ela dá subsídios para que os professores perpetuem esse trabalho em sala de aula. A escola é o espaço ideal para esse tipo de apresentação, porque é aqui que essas pessoas estão se formando como cidadãos, esse é lugar para a quebra de paradigmas e a promoção de debates", conclui o dramaturgo.

(())

Serviço 

As apresentações acontecem nos dias 25 de outubro, às 10 horas, na Escola Municipal João Antonio Braga Côrtes (Rua Ítalo Ado Fontanini, 486 - Vila Formosa) e às 14 horas, na Escola Municipal Vereador José Ramos de Oliveira (Rua Andre Hernandes, 917 – Pirapó). 

No dia 26 de outubro, quinta-feira, às 10 horas, a Escola Municipal Fernando José Acosta (Rua Magno Cavalcante Cerqueira, 373 Sumatra II), recebe a apresentação. 

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber