Apucarana

Região cria 1,9 mil novas vagas de emprego em nove meses

Da Redação ·
Comércio varejista foi setor que mais criou vagas de emprego em setembro em Apucarana |  Foto: Delair Garcia/Arquivo
Comércio varejista foi setor que mais criou vagas de emprego em setembro em Apucarana | Foto: Delair Garcia/Arquivo

Os cinco maiores municípios da região geraram em nove meses 1.926 novas vagas de emprego com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que divulgou ontem os números do mês de setembro e consolidam uma reação da economia local em termos de emprego formal. No mesmo período do ano passado, o saldo da região era negativo em 363 vagas.

continua após publicidade

No acumulado do ano, o município de Apucarana lidera na criação de novas vagas com abertura de 1.125 postos de trabalho. Em setembro, o município repete um ciclo de saldos positivos que vem desde janeiro. No mês que passou foram criados 72 postos de trabalho na cidade, segundo o Caged. Chama atenção a reação do comércio varejista, que foi o setor com maior saldo, 52 postos de trabalho, após uma sequência de resultados negativos ao longo do ano. A construção civil, que vem liderando a geração de empregos na cidade, foi o segundo setor com maior saldo: 49, seguida da indústria (15). Já o setor de serviços fechou mês com saldo negativo de 40 vagas.
No desempenho de setembro, o destaque é o município de Arapongas, que gerou 179 vagas, o 6º melhor resultado de todo estado em municípios com mais 30 mil habitantes. O desempenho foi puxado pela indústria, que gerou 127 postos de trabalho, seguida do comércio (44) e construção civil (16). O setor de serviços também fechou negativo em setembro, com perda de 10 vagas. No acumulado do ano, o município soma 640 novas criadas.
Jandaia do Sul tem o terceiro melhor saldo acumulado. De janeiro a setembro, o município gerou 172 vagas. Em setembro, entretanto, o saldo ficou negativo em 5 vagas. Já os municípios de Ivaiporã e Faxinal tiveram desempenho negativo no saldo anual, com perdas de 7 e 2 vagas, respectivamente.
No Paraná, o resultado também foi positivo. O estado criou, em setembro, 2.801 vagas de emprego, desempenho muito superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo estava em 413.
No acumulado do ano, o Estado soma  26.561 novos postos de trabalho, no mesmo período do ano passado foram 1.074. 

BRASIL
O Brasil criou 34,4 mil vagas de empregos formais em setembro. O resultado é o sexto aumento consecutivo neste ano, segundo o governo, e o melhor resultado para o mês desde 2014, quando as contratações superaram as demissões em 123,8 mil vagas. 
Mesmo com os últimos saldos positivos, o resultado acumulado em 12 meses está negativo em 466,6 mil postos de trabalho.