Apucarana

Aserfa fixa prazo para reforma elimpeza de túmulos

Da Redação ·
Obras podem ser feitas até o dia 27 nos cemitérios de Apucarana
Obras podem ser feitas até o dia 27 nos cemitérios de Apucarana

Autarquia atua para que os cerca de 20 mil visitantes, esperados para os cemitérios municipais somente no Dia de Finados, encontrem locais com a manutenção em dia A Autarquia dos Serviços Funerários de Apucarana (Aserfa) alerta as famílias com entes sepultados nos cemitérios municipais da cidade – Saudade, Cristo Rei e do Distrito de Pirapó - e que planejam alguma melhoria nos túmulos, que serviços de construção, reforma ou pintura visando o Dia de Finados só serão permitidos até o dia 27 de outubro. No entanto, decreto assinado pelo prefeito Beto Preto permite que apenas a limpeza através de lavagem pode ser executada até o dia 31. “A intenção é evitarmos transtornos aos visitantes, que a partir do dia primeiro já estão em grande número”, explica Marcos Bueno, diretor-presidente da Aserfa.

continua após publicidade

A partir do fim do prazo, não serão permitidas
atividades por parte de particulares e as equipes da prefeitura irão proceder recolhimento de entulhos e outros materiais que por ventura serão deixados em
função de alguma reforma e limpeza nos jazigos. “As irregularidades serão penalizadas com multa prevista em lei”, alerta Bueno.

Após o dia 31, intervenções referentes à melhoria
nos túmulos só poderão ser iniciadas ou retomadas a partir do dia 6 de novembro. Os cemitérios de Apucarana possuem licenciamento de operação do
Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e por isto a prefeitura segue uma série de normas. “Damos destinação ambiental a todos os resíduos gerados nestes locais”,revela.

continua após publicidade

Outra orientação da Aserfa com relação ao Dia de
Finados é com relação ao combate do mosquito transmissor da dengue. “Solicitamos que as pessoas tenham especial atenção com as flores, sejam em forma de ramalhete ou em vasos. Devem ser tomadas as precauções para que as plantas
sejam acomodadas de forma a não acumular água, para que não se tornem um futuro foco para proliferação do mosquito. O ideal é de que os plásticos do ramalhete sejam removidos e que os vasos, mesmo que as plantas sejam artificiais, tenham furos no fundo, para escoamento da água da chuva”, pede o diretor-presidente da Aserfa.

Os cerca de 20 mil visitantes, esperados para os
três cemitérios municipais: Saudade, Cristo Rei e Pirapó, somente no Dia de Finados, vão encontrar os locais com a manutenção em dia. “Realizamos um trabalho constante de conservação destes espaços e já estamos com tudo preparado para este feriado, que por ser prolongado sabemos que vamos ter muito movimento do dia primeiro ao dia cinco. Além da manutenção geral, já providenciamos
banheiros químicos e tendas para proteção do sol ou da chuva para as pessoas poderem acompanhar de forma confortável as celebrações de missas”, citou Marcos Bueno. Também estão no planejamento melhorias na iluminação interna dos
cemitérios da Saudade e Cristo Rei. “O comércio ambulante nas imediações também será regulado pela prefeitura, fiscalizando sobretudo o alvará de licença”, concluiu Marcos Bueno, diretor-presidente da Aserfa.