Apucarana

Baixa umidade do ar deixa Apucarana em estado de atenção

Da Redação ·
Segundo Simepar, tempo quente e seco deve se manter por pelo menos 10 dias | Foto: Sérgio Rodrigo
Segundo Simepar, tempo quente e seco deve se manter por pelo menos 10 dias | Foto: Sérgio Rodrigo

Com quase 30 dias sem ver chuvas significativas, Apucarana tem um dos mais baixos índices de umidade relativa do ar no ano, ficando abaixo dos 30%. O índice coloca a cidade em situação de atenção. Com o tempo seco e o calor registrado em Apucarana, o consumo de água na cidade aumentou 15,4% em relação à média do período. As temperaturas típicas do verão devem se manter pelo menos pelos próximos 10 dias, de acordo com o Instituto Simepar.

continua após publicidade

De acordo com dados do Instituto Simepar, a umidade relativa do ar na quarta-feira (13) em Apucarana chegou a 28%. O nível ideal, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de 60%. “O índice é muito baixo. Ele é causado por uma massa de ar seco e quente, proveniente da região amazônica e também do Centro-Oeste, que está estacionada na região e impede que a umidade chegue”, afirma o meteorologista Reinaldo Kneib.

O fenômeno descrito por Kneib se reflete também nas temperaturas. Na terça-feira (12), os termômetros chegaram a registrar 35ºC. E ontem a máxima foi de 34,5ºC. Na média histórica, a temperatura máxima para esta época do ano é de 28ºC.

continua após publicidade

Apucarana está há 28 dias sem chuvas significativas. A última precipitação registrada na cidade foi no dia 16 de agosto, com volume de 61 milímetros. No dia 23, uma pequena chuva foi registrada, de 16 milímetros. Segundo o Simepar, não estão previstas chuvas para a região por pelo menos mais 10 dias. “As chuvas devem chegar apenas no final do mês ou no início de outubro”, afirma o meteorologista.

Leia a reportagem completa nas edições digital e impressa da Tribuna do Norte.