Apucarana

Mãe de jovem assassinada homenageia polícia após prisão de autores

Da Redação ·
Elenita entregou o banner de agradecimento aos policiais de Apucarana. Foto: Reprodução
Elenita entregou o banner de agradecimento aos policiais de Apucarana. Foto: Reprodução

A Polícia Civil recebeu uma homenagem na manhã desta quarta-feira (6), em Apucarana. A mãe de uma jovem assassinada por um traficante entregou um banner com uma frase de agradecimento ao trabalho de investigação da 17ª Subdivisão Policial (SDP) que culminou com a prisão do autor. O crime chocou a população após a polícia encontrar os corpos esquartejados de Arislian Glenda Lemos, de 24 anos, e Valdecir Amarildo Gonçalves, de 52 anos.

continua após publicidade

Os restos mortais foram desenterrados de um cafezal, aos fundos do Parque Bela Vista e depois desovados em um poço desativado. Uma denúncia anônima levou a polícia até o local em 3 de agosto. Três pessoas foram presas, segundo a polícia, duas ajudaram a cavar as covas e um deles é o traficante responsável pelos assassinatos. 

"Meu sofrimento não acabou, pois minha filha não vai mais voltar para casa. Mas agora ela vai ser sepultada com dignidade, vai descansar em paz. E eu sei que ela tem o mesmo agradecimento à polícia de Apucarana que em 30 dias encontrou a minha filha e prendeu os assassinos", disse o Elenita Lemos, mãe de Arislian. 

continua após publicidade

O delegado José Aparecido Jacovós, chefe da 17ª SDP coordenou as investigações do caso. Ele recebeu o banner das mãos de Elenita e agradeceu a homenagem. 

"Me sinto honrado e gratificado por ver o trabalho da polícia reconhecido. Mas é a nossa obrigação, somos cuidadores sociais", salientou. 

Jacovós ressaltou além da Polícia Civil, o trabalho realizado pela Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros que também auxiliaram nos trabalhos. 

Mãe de jovem assassinada homenageia polícia após prisão de autores fonte: Reprodução