Apucarana

“Providência” implanta protocolo clínico para tratamento de infarto

Da Redação ·
Hospital da Providência de Apucarana implanto novo protocolo de atendimento no caso de infartos (Foto: Divulgação)
Hospital da Providência de Apucarana implanto novo protocolo de atendimento no caso de infartos (Foto: Divulgação)

Com vistas em padronização da assistência e segurança do paciente, o Hospital da Providência, de Apucarana, está implantando uma série de protocolos para atendimento. Recentemente, a instituição instaurou o protocolo clínico para tratamento de Síndrome Coronariana Aguda (SCA), obstrução da artéria que impede a circulação do sangue de chegar a uma parte do coração causando lesões no músculo cardíaco provocando o infarto. De acordo com o Datasus, o infarto provocado pela SCA é considerada a principal causa de morte no país.

continua após publicidade

O documento foi elaborado de acordo com as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia que estabelece o atendimento a ser realizado nestes casos. “Procuramos sempre trazer para o atendimento do “Providência” o que há de novo, a medicina é a uma ciência transitória, ou seja, sempre há novos estudos e tratamentos. A implantação desse protocolo agilizará o processo de diagnóstico do paciente mais rapidamente para podermos minimizar os efeitos do infarto”, afirma o médico cardiologista Dr. José Leopoldo de Souza, um dos responsáveis pela elaboração do protocolo.

A gerente de enfermagem do Hospital da Providência, Sonia Costa, que também participou do desenvolvimento do protocolo clínico aponta que o método vai aprimorar à assistência prestada ao paciente ao ter início antes mesmo do diagnóstico completo feito pelo médico. A gerente ainda afirma que o atendimento será sistematizado, integrando as equipes médicas e de enfermagem. “Todo paciente verificado pelo enfermeiro no acolhimento inicial e na nossa classificação de risco com algum dos sinais de infarto ou síndrome coronariana aguda vai passar por esse protocolo. Com isso conseguiremos realizar um diagnóstico mais rápido para que as intervenções médicas sejam feitas na sequência”, afirma.

continua após publicidade

Para a implantação desse modelo de atendimento estão sendo realizadas capacitações com a equipe médica e de enfermagem. O médico cardiologista, Dr. José Leopoldo ministrou orientações sobre leitura de eletrocardiograma e precauções no atendimento ao paciente com sintomas do infarto. “As capacitações são sempre necessárias para dar aos nossos pacientes o atendimento que é preconizado”, afirma.

De acordo com a gerente de enfermagem, outros protocolos como este estão sendo desenvolvidos para melhoria da assistência prestada pelo hospital. “Esse protocolo de infarto é somente o primeiro implantado, padronizaremos outros de acordo com a prevalência das doenças em todos os setores do hospital. Essa medida agregará ainda mais qualidade à assistência que prestamos”, finaliza Sonia.

Leia mais sobre o assunto nesta sexta-feira na edição impressa da Tribuna do Norte.