Mais lidas
Apucarana

Crea fiscaliza acessibilidade do transporte público em Apucarana

.

Equipe de fiscalização verificou irregularidades no Terminal Urbano | Foto:Delair Garcia
Equipe de fiscalização verificou irregularidades no Terminal Urbano | Foto:Delair Garcia

O transporte público de Apucarana foi alvo ontem da Operação de Fiscalização Especializada, realizada por engenheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea). Os profissionais vistoriaram tanto a garagem de veículos da Viação Apucarana Ltda (VAL) quanto o Terminal Urbano. Ao final, os dados vão integrar um documento, que será encaminhado à Prefeitura de Apucarana, à empresa e também ao Ministério Público. A finalidade das vistorias é obter um panorama do setor no Estado. 

O engenheiro eletricista e agente de fiscalização do Crea, Murilo Granado avalia, de  forma geral - uma vez que as informações ainda não foram analisadas-, a maioria dos ônibus dispõe de plataforma elevatória e, no interior, mecanismos de acessibilidade de acordo com as normas recomendadas. 

“Já no Terminal Urbano é possível observar a ausência de rampas de acesso para cadeirantes, que permitam o acesso em ambas as plataformas. As rampas chegaram a ser construídas, mas posteriormente foram cobertas”, comenta.Outro ponto observado pela fiscalização é sobre a falta de piso tátil. “Também não há piso tátil, para que pessoas com limitação visual consigam se locomover mais facilmente dentro do Terminal. Já nos ônibus, que vistoriamos, identificamos que dispõem de dispositivos sonoros”, diz.

O engenheiro observa que a fiscalização é amostral. “Em todos os ônibus que entramos tanto as plataformas funcionaram quanto os dispositivos. Porém, somente ao final do levantamento, vamos conseguir fazer um balanço e avaliar se houve um avanço nesta área em relação há 2014, quando foi feita a primeira fiscalização”, ressalta. Para o presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana em Apucarana (Adefiap), Paulo Antônio Silva, que acompanhou a vistoria, houve um avanço nos últimos anos. 

“Porém, é preciso reconhecer que precisamos avançar ainda mais”, diz. Na avaliação do gerente administrativo da VAL, Enivaldo Bertazzo, a fiscalização é importante para o aprimoramento e também para mostrar os investimentos feitos pela empresa nesta área. 

“Estamos trabalhando constantemente para melhorar a frota e o acesso”, afirma.Por dia, cerca de 1,6 mil pessoas com algum tipo de deficiência usam o transporte coletivo para se locomover, segundo a empresa. A Prefeitura de Apucarana está desenvolvendo um projeto para reforma do local. 


×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber