Mais lidas
Apucarana

Saúde oferta terapia contra o tabagismo

.

Saúde oferta terapia contra o tabagismo
Saúde oferta terapia contra o tabagismo

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) está no processo de ampliação do atendimento de combate ao tabagismo ofertado na rede pública de saúde. Atualmente, seis Unidades Básicas de Saúde (UBS) desenvolvem o trabalho de ajuda para as pessoas que querem parar de fumar, sendo que até 2014 eram apenas três.

O tratamento no município é desenvolvido dentro do Programa Nacional de Combate ao Tabagismo, ofertado pelo Ministério da Saúde desde 2002, em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

 A pessoa que tiver interesse no atendimento deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima da residência, onde receberá toda orientação sobre local, hora e detalhes das etapas do tratamento.Segundo a coordenadora do Programa de Combate ao Tabagismo em Apucarana, a médica Andréa Sabóia, atualmente cerca de 80 pessoas estão realizando tratamento. Elas estão distribuídas entre os grupos de combate ao tabagismo das UBS Rodrigo Yoshi Tramontil, da Vila Apucaraninha; 

Valdecir de Paula, no Jardim Das Flores; Eros Pacheco, no Núcleo Afonso Camargo; Raul Castilho, no núcleo João Paulo; Pedro Barreto, na Vila Reis; e Osvaldo Damin, no Jaboti.O tratamento começa com quatro reuniões mensais. São encontros de acompanhamento em que são trabalhados temas a partir de manuais fornecidos pelo programa nacional.

 “Nos encontros são discutidos temas como a superação da abstinência e a maneira de lidar com o estresse gerado pela falta da substância, além do compartilhamento de experiências positivas ou das recaídas vividas pelo paciente em tratamento”, informa Andréa Sabóia.A partir desta fase, a pessoa que parou de fumar, passa a ser acompanhada a cada 15 dias, pelo período de um mês. Depois uma vez por mês até completar um ano. 

“Além das reuniões em que é empregada a terapia cognitiva comportamental, auxiliamos os participantes do programa com medicamentos, goma de mascar e adesivos de nicotina, comprimidos anti-depressivo para o combate a ansiedade no período de abstinência”, acrescenta o médico Osvaldo Zardo, palestrante do grupo de Combate ao Tabagismo da UBS Pedro Barreto, no distrito de Vila Reis. De acordo com Andréa Sabóia, em média 50% das pessoas que começam o tratamento conseguem parar de fumar.

 Em 2015, por exemplo, o programa teve 253 participantes no município, sendo que 136 (54%) abandonaram o vício do cigarro. Uma estatística parcial de 2016, referente ao primeiro semestre, mostra que dos 181 pacientes do período, 90 deixaram de fumar.As equipes das UBSs que atuam no Programa de Combate ao Tabagismo é composta por profissionais multidisciplinares, como médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais. Esses profissionais passam por capacitações e estão aptos a lidar especificamente com a dependência de tabaco.

Apoio para parar é fundamentalGislei Regina Alves, 39 anos, cabeleireira, faz parte do novo grupo que combate ao tabagismo que começou as atividades nesta semana na UBS Pedro Barreto, na Vila Reis. “Fumo há 24 anos e vim buscar ajuda para parar de fumar. Já tentei deixar o cigarro sozinha, mas não consegui. Agora estou com muita esperança de parar definitivamente com o apoio que vou receber aqui”, afirma.Trabalhando como voluntário nas atividades do grupo da Vila Reis, o jardineiro Fernando dos Santos Ribeiro, 26 anos, é o testemunho de sucesso do tratamento. 

“Fumava por seis anos e foi aqui que encontrei o apoio necessário para nunca mais colocar um cigarro na boca. Participei do grupo de combate ao tabagismo da UBS Pedro Barreto no ano passado e logo que comecei a usar os medicamentos parei de fumar. Minha vida mudou depois disso, estou com muito mais disposição e sei que não estou prejudicando minha saúde”, declara. 


×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber